Entrevista com o pré-candidato a Prefeitura de Alagoinhas Raimundo Barreto (PSOL)

809 5
809 5

O site NewsInfoco continua o seu compromisso com a população alagoinhense de fazer uma ampla cobertura do pleito eleitoral de 2016. Enquanto o “ex-site da credibilidade” continua com o seu jornalismo especulativo, a fim de conseguir proveitos pessoais, nós do site NewsInfoco vamos na contramão desse modo de fazer jornalismo. Com o intuito de fazer a maior cobertura da eleição municipal deste ano, o NewsInfoco estará veiculando entrevistas com todos os pré-candidatos à prefeitura de Alagoinhas que se dispuserem, é claro, a responder as perguntas do site. Com isso, pretendemos levar ao leitor NewsInfoco todos os aspectos das várias pré-candidaturas que se propõem a representar o povo de Alagoinhas nos próximos 4 anos. Com essas entrevistas, o site NewsInfoco reforça sua ligação inabalável com a Democracia e com a responsabilidade social, dando espaço para todas as correntes ideológicas de apresentarem as propostas e bases de suas pré-candidaturas para que a população alagoinhense possa fazer uso do voto consciente. Na semana passada, o entrevistado do site NewsInfoco foi o pré-candidato à prefeitura de Alagoinhas pelo partido REDE, Radiovaldo Costa. Esta semana o nosso entrevistado é o pré-candidato do PSOL Raimundo Barreto. Ele que é economista, divorciado, pai de 3 filhos; formado em 1970 na UFBA, fez curso de especialização de desenvolvimento urbano na própria Universidade; fez ainda curso no IBAM no Rio de Janeiro e em 1978 inicia o doutorado na Universidade de Toulouse – França (não concluindo a tese devido a questões pessoais). A sua primeira filiação partidária acontece em 1970 no MDB, fazendo oposição à Ditadura Militar.  Em 1991, retorna à Alagoinhas e filia-se ao PT, mas após perceber os “desvios ideológicos” do partido se desfilia em 2005 e, junto com outros, cria o PSOL na cidade, onde permanece até hoje, Em seu currículo profissional consta que sempre foi vinculado ao Estado na CPE, CONDER, EBDA e, atualmente, na Empresa Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – CAR. Raimundo Barreto acredita que o seu histórico, que o site NewsInfoco considera invejável, o credencia a ser um postulante ao cargo de prefeito, sobretudo para o momento que o mundo e a nossa cidade vive. O economista Raimundo Barreto, pré-candidato a prefeitura de Alagoinhas pelo PSOL, nos concedeu essa belíssima entrevista e o resultado você acompanha a partir de agora:

NEWSINFOCO: O PSOL nunca lançou uma candidatura tendo como objetivo conquistar a Prefeitura de Alagoinhas. Como surgiu a ideia do PSOL, desta vez, lançar um pré-candidato com essa intenção?

Raimundo Barreto: Essa é uma história muito longa. Quando saio do PT, formalizamos logo o PSOL na cidade. De inicio não tivemos condições operacionais de oferecer nenhuma candidatura, tanto para prefeito como para vereador, à população de Alagoinhas. Essa eleição de 2016 é a primeira vez que iremos participar ao lado do PSTU e do PCB, ou seja, formamos uma Frente de Esquerda verdadeiramente autêntica pela primeira vez na história de Alagoinhas. Tem outros partidos como o PC do B e o PT que as pessoas, insistem em colocar como da esquerda, mas estes há muito tempo fugiram dos propósitos da esquerda socialista. Para concretizar esta Frente foi necessário muito tempo, muito debate e muita lucidez, porém o resultado está valendo a pena. Estamos felizes devido a essa oferta de uma alternativa de poder à população, uma alternativa completamente diferente das pré-candidaturas existentes.

NEWSINFOCO: Para dar musculatura política para sua candidatura, com que setores e com quais apoios você espera contar nessa trajetória visando a Prefeitura de Alagoinhas?

Raimundo Barreto: O que nos deu força foram as manifestações de 2013, juntamente com a descrença da população com os partidos políticos e seus políticos, também a realidade brasileira repleta de corrupção em todos os níveis de poderes. Neste último aspecto, é bom frisar que todos os nossos oponentes estão direta ou indiretamente ligados a tal realidade citada a pouco. É verdade que nossas condições financeiras estão há anos luz dos nossos oponentes; eles tem de mais e nós temos de menos. Porém, podemos nos orgulhar da nossa história política; somos limpos no sentido mais amplo, mais capazes e com um pensamento novo e contemporâneo.  Acreditamos que os aspectos citados farão com que a nossa população perceba que é possível alterar o curso da história local e venha a negar, nas urnas, o velho, a corrupção, a incompetência, a política privatista, a mentira, a precarização das relações trabalhistas, a manipulação, a falta de saúde e escola pública de boa qualidade, etc. Salientamos que a dureza da nossa realidade é um elemento forte que nos favorece e que uma coligação de Partidos socialistas (francamente de Esquerda) não poderia deixar de lado o apoio que a classe trabalhadora nos dá, além dos jovens, que começam a descobrir que sem lutas políticas o seu futuro fica comprometido; não podemos deixar de lado o apoio dos movimentos de LGBTs e de todos aqueles que estão de saco cheio destes políticos que os impedem de acreditar em política, uma vez que, o homem, historicamente e socialmente determinado, torna-se um ser político. Por fim, o momento que vivemos é marcado por uma extraordinária decepção da população com políticos e partidos e que os mais necessitados do nosso povo estão a cada dia em pior situação de pobreza e miséria, sem alternativa de melhorar as suas condições de vida. Daí, surge o grande alimento para o narcotráfico, os pequenos roubos, enfim a delinquência. O resultado se nota também naqueles que têm melhor situação econômica, pois passam a sentir medo e faz da sua casa a sua prisão.

NEWSINFOCO: Com relação aos vereadores, como é que a pré-candidatura do PSOL está se articulando para eleger uma bancada que possa dar sustentação a um eventual governo do PSOL?

Raimundo Barreto: É interessante a pergunta. Se formos retroceder na história observamos que o PT ganha com Lula sem maioria parlamentar; antes, Collor ganhou sem base parlamentar e os dois conseguiram as suas bases via cessão aos partidos em participação no governo e no final não foram felizes (distribuição de cargos). Nós pensamos diferente disso; não queremos a governabilidade unicamente via o parlamento municipal, mas, sobretudo, com a sociedade organizada. É obvio que vamos precisar da Câmara de Vereadores, mas queremos o apoio dos movimentos sociais. Caso sejamos contemplados com a vitória em outubro, desenvolveremos políticas para elevar o nível de consciência das nossas atuais lideranças e vamos incentivar os jovens de bairros e do setor rural a participarem da luta por melhores dias. As condições de luta para os nossos candidatos se elegerem são as mesmas para de qualquer outro partido. Mas, não tenha dúvidas, garra e fibra são o que não irão faltar. É a luta da formiguinha contra o elefante. A nossa campanha majoritária favorecerá a votação do vereador, inclusive com o voto na legenda.

NEWSINFOCO: Se eleito, quais serão suas prioridades para o governo?

Raimundo Barreto: Em primeiro lugar, uma auditoria desses últimos 8 anos de governo. Mas uma auditoria pra valer, não como o que esse governo fez com o governo do PT, que buscou na realidade negociar projetos. Em segundo lugar, a reestatização da limpeza pública urbana. Isso é fundamental, pois o lixo está saindo muito caro para os cofres da Prefeitura e o poder público tem capacidade de exercer esse papel com eficiência e com um custo menor. Em terceiro lugar, transferir toda a atividade administrativa da prefeitura para o Centro Administrativo Municipal (CAM), pois além de aumentar a racionalidade administrativa, vamos estancar recursos destinados a alugar casa de cabo eleitoral. Tenho a saúde e a educação como de fundamental prioridade.  Vamos procurar recuperar o que existe (escolas, postos médicos) em nosso 1º ano de governo. Os governos passados e este de agora têm uma lógica: o que é para pobre tem que ser de péssima qualidade. Na nossa gestão, ao contrário, o pobre terá escola boa, de qualidade, com bons professores e atividades educativas voltadas para o engrandecimento das crianças em tempo integral. No que diz respeito a projetos estruturantes, Alagoinhas será o carro chefe na união dos prefeitos da nossa região, a fim de reivindicar um novo hospital regional compatível com a sua população, transformar a UNEB em uma verdadeira Universidade e duplicar o que falta da estrada para a capital.  É preciso transformar certos desejos de Alagoinhas em realidade. É vital a unidade regional dos prefeitos(22)  do nosso território em prol da nossa região. Temos que pensar Alagoinhas não apenas no contexto micro, mas em contexto mais amplo e mais contemporâneo. Um aspecto de fundamental importância é desprivatizar as calçadas, uma vez que as calçadas pertencem aos pedestres e não aos carros.  O nosso lema, neste caso, é: tudo que é público pertence ao público, logo nada será privatizado, nada será terceirizado ou concedido. Está constatado que terceirizar e abrir concessões são sinônimos de alta corrupção. Acrescentamos que a cultura será valorizada como nunca foi  na nossa história. O nosso projeto coloca a cultura como uma peça chave no projeto da transformação social, consequentemente a dotaremos de recursos financeiros que possam atender os objetivos que pensamos propor. Por fim, a feira de Alagoinhas. Aqui, estamos considerando-a dentro de um contexto mais amplo, que seria de uma reforma urbana de longo prazo daquela área central. Estamos empenhados na construção de um projeto de governo para conquistar corações e mentes dos alagoinhenses, com soluções para todos os setores hoje precarizados; isso para fazer com que se volte a acreditar na boa política.  Vocês ouviram muitas vezes dos nossos oponentes “estes socialistas são utópicos”. Utópicos, na verdade, são eles, que acreditam que a atual realidade caótica e perversa irá se manter indefinidamente.

NEWSINFOCO: Com essa crise econômica por qual o Brasil passa, as prefeituras têm encontrado dificuldades com relação a esta área. O que a sua pré-candidatura pensa a esse respeito?

Raimundo Barreto: Sabemos que, caso o nosso projeto seja aprovado nas urnas, como acreditamos que será, vamos encontrar as crises externas e a crise interna (prefeitura falida). Temos que ter muito discernimento para tocar as atividades com o máximo de eficiência e cuidado no primeiro ano de governo. De antemão, sabemos que vamos cortar toda a gordura existente, sobretudo no que se refere aos cargos de comando. Do ponto de vista de projetos econômicos que ajudarão a navegar na crise econômica sistêmica global, levaremos em consideração a máxima de que uma cidade, uma região ou um país, cresce mais rápido quando exporta mais do que importa. Nesta perspectiva, pensamos inicialmente, fazer um projeto piloto com produtos de baixo valor agregado e incentivar a sua produção para substituir a sua importação. É preciso ser criativo para reduzir o sofrimento das pessoas durante estas crises. Nossos oponentes só pensam em tomar dinheiro emprestado aos agentes financeiros, endividando, mais ainda, os nossos munícipes. No final, eles vão embora deixando uma grande dívida para a gente pagar.

NEWSINFOCO: Como você imagina conseguir as benfeitorias que você considera necessárias para Alagoinhas, sem precisar recorrer ao fisiologismo politico?

Raimundo Barreto: Quando falei que Alagoinhas é um Polo Regional (22 municípios), é que se faz necessário que os prefeitos da região compreendam a urgência em se unirem para fortalecer nossas reivindicações nas outras esferas de Poder. Nós acreditamos que é possível alavancar Alagoinhas, como também os outros municípios. Como falei anteriormente, a única cidade da região que comporta um Hospital Regional decente, uma Universidade Pública inclusiva é Alagoinhas. A duplicação Alagoinhas\Pojuca beneficia a todos.  Alagoinhas, como a maior cidade da região, só vai puxar e coordenar esse movimento. No que diz respeito às demandas especificas de Alagoinhas a outras instâncias de governo, pensamos em ser tratados como ente público que tem seus direitos e obrigações, ou seja, institucionalmente. E, sinceramente, não acreditamos em retaliações uma vez que nossas demandas terão alta sustentabilidade técnica, viabilidade e uma administração de respeito. Uma coisa é certa: não iremos negociar a dignidade de nossos munícipes em troca de favores, como ocorre hoje. Nesta batalha, a Câmara de Edis tem papel importante e tenho certeza que não se negarão a dar apoio, pois os eleitores estarão de olho neles. O que é bom para Alagoinhas é bom para todos.

NEWSINFOCO: Alagoinhas é repleta de grupos políticos. Tem grupo politico para todo o lado. O senhor já disse que não vai recorrer ao fisiologismo para governar. Com isso, o senhor não teme a represália desses grupos políticos ao seu Governo?

Raimundo Barreto: Claro que vai existir represália e todos os recursos serão acionados. Somos de esquerda e socialista, logo a classe mais abastada da cidade fará de tudo para abortar a nossa experiência e matar as esperanças, mais uma vez, do nosso cidadão. Não será  a primeira vez e não será a última. Vou dar um pequeno exemplo de uma prefeitura que o PSOL comanda no estado do Rio de Janeiro. No primeiro ano de governo, a Câmara de Vereadores entendeu de fazer um impeachment baseado em fatos absurdos que, em seguida, o próprio Judiciário constatou a inconsistência. O prefeito pegou um carro de som e convocou a população para ir à Câmara de Vereadores. A população atendeu à solicitação e, em massa, foi prestar apoio ao prefeito. Diante da pressão popular, os mesmos vereadores abortaram o impeachment. Então, nós vamos fazer um grande trabalho em toda a cidade e, sobretudo, nas áreas dos cidadãos mais carentes para criar esta tal de governabilidade. A gente já sabe que a mídia, de modo geral, interna e externa, também vai tentar nos crucificar, nos depreciar, nos difamar através das mentiras e das provocações. Nós já sabemos disso tudo e estamos preparados. A relação que se tem que ter com a Câmara de vereadores é de um respeito mútuo, eles têm, sim, que fiscalizar e aprovar o que é bom para a nossa cidade. A minha preocupação maior é com os nossos irmãos mais necessitados que estão, por longo tempo, habituados a servirem aos poderosos em troca de migalhas. A estas pessoas alerto para que tenham muito cuidado em não se tornarem massa de manobra em benefício de projetos que não os contemplam. Logo, não seja a extensão no seu meio dos tentáculos do dominador.

NEWSINFOCO: Com relação às pesquisas eleitorais, o senhor não tem pontuado nas pesquisas divulgadas até agora. Como acreditar na candidatura do PSOL?

Raimundo Barreto: Em um debate entre os pré-candidatos, que ocorreu no programa Primeira Mão, eu disse que tinha que fazer um protesto em relação à rádio, porque existia no facebook da mesma uma enquete com todos os pré- candidatos, com exceção dos nomes dos pré-candidatos da Frente de Esquerda, para apreciação do eleitorado. Na ocasião, questionei o grau de democracia na mídia empresarial. Outro dia estava na casa de um amigo no 15 de Novembro (Bairro de Alagoinhas), ele é presidente do meu partido, e chegou um rapaz com uma máquina de pesquisa perguntando a ele “você votaria em quem para prefeito?”, ele respondeu “Raimundo Barreto”. O rapaz, educadamente, disse que não tinha este nome na relação da pesquisa. Em seguida o meu amigo optou pelo nome de Antônio Sales do PSTU e o pesquisador deu a mesma resposta: “este nome também não consta na nossa lista”. Sabe por que não constam nossos nomes? Simplesmente, MEDO. Se a gente pontuar pode virar uma febre, então eles fazem de tudo para esconder a nossa candidatura. Como é que pode se justificar pessoas que nunca estiveram no cenário politico, de repente, explodirem em números de pretensões de votos.  Muitos deles nunca colocaram a cara no dia a dia para fazer a defesa dos direitos dos mais necessitados e muito menos participaram de qualquer movimento social. Mas, têm padrinhos fortes cujos partidos estão envolvidos em grandes maracutaias. Inclusive, neste aspecto, não nos furtaremos em ajudar os movimentos sociais em desenvolver lutas para promover uma reforma eleitoral radicalmente democrática.

NEWSINFOCO: Você acha que essas pesquisas estão sendo usadas para especulação, para levantar ou derrubar candidaturas?

Raimundo Barreto: É óbvio que sim. Elas (as pesquisas eleitorais), infelizmente, induzem as pessoas, mesmo em nações mais avançadas. É preciso fazer alguma coisa para que o processo seja realmente democrático e alguns pontos são fundamentais: colocar o financiamento público, a lista de vereadores, dep. Estaduais e federais para serem fechadas, fim do senado e proibição de coligação na proporcional.

NEWSINFOCO: Deixe uma mensagem para os nossos leitores.

Raimundo Barreto: Quero agradecer ao NewsInfoco. Vocês estão trazendo um grande benefício para a cidade; vocês atingem o segmento da sociedade mais jovem, contribuindo para elevar o seu nível de compreensão da sua realidade e, consequentemente, dificultando aceitar a manipulação da mídia e a sua propaganda. Espero, brevemente, outras entrevistas e muito sucesso Vocês merecem.

 

Compartilhe
In this article

Join the Conversation

5 comments

  1. Givanildo Bispo do Nascimento Responder

    Parabéns em ouvi o pré-candidato.
    Alguns pontos queria destacar: 1) não foi perguntado, e nem foi falado sobre outra pré-candidatura pelo PSOL (recentemente houve esta divulgação); 2) não poderia deixar de ser, a propostas é pela democracia direta e 3) acho que poderia respeitar mais o legislativo, embora não se tenha atuado de forma independente. Neste caso, acho ingovernável não ter base legislativa, é pelo equilíbrio de poderes e para evitar a tirania.

    1. administrador Responder

      Olá Givanildo. A outra pré candidata do PSOL, Samara, também será ouvida pelo site NewsInfoco em um momento posterior, assim como o pré-candidato pelo PSTU Antônio Sales que compõe a Frente de Esquerda. Além deles, os outros pré-candidatos dos outros partidos serão ouvidos. Serão ouvidos todos os pré-candidatos que se despuserem a responder as perguntas do site NewsInfoco. Agradecemos o seu comentário. Um abraço.

      Site NewsInfoco

  2. Entrevista com a pré-candidata a prefeitura de Alagoinhas Sonia Fontes (PSB) – News In Foco Responder

    […] Nesta primeira série de entrevistas ouvimos os pré-candidatos:  Radiovaldo Costa (REDE), Raimundo Barreto (PSOL), Gustavo Carmo (PMDB) e agora com muito prazer apresentaremos a entrevista com a candidata pelo […]

  3. Sued Paulo Responder

    Vivemos hoje , os momentos de recomposição de uma esquerda decadente ,
    traída , que está se estendendo e ganhando dimensões que vão além
    de nossas simplórias concepções. Se ganhares , como inverterá esse quadro , para implantar um governo á esquerda ?

  4. Raimundo Barreto, por enquanto, é o melhor pré-candidato à Prefeitura de Alagoinhas – News In Foco Responder

    […] os possíveis candidatos à prefeitura de Alagoinhas, sendo primeiramente Radiovaldo Costa, Raimundo Barreto, Sônia Fontes e Gustavo […]

+
+