Entrevista com o pré-candidato a Prefeitura de Alagoinhas Gustavo Carmo(PMDB)

823 3
823 3

Hoje é domingo e domingo é dia de Entrevista da Semana no site NewsInfoco. Dando continuidade à série de entrevistas com os pré-candidatos a Prefeitura de Alagoinhas, esperamos com isso contribuir para o fortalecimento da democracia no pleito eleitoral. Enquanto o “ex-site da credibilidade”, no alto de sua soberba e mau caratismo, cria noticias especulativas para desestabilizar candidaturas e interferir no curso normal do processo eleitoral com o intuito de agradar seus financiadores, nós do site NewsInfoco levamos à população alagoinhense as opções que eles poderão ter na hora de votar. É assim que se leva informação com imparcialidade para o povo. Semana passada, publicamos a entrevista com o pré-candidato pelo PSOL, Raimundo Barreto que obteve grande repercussão nas redes sociais. Hoje é a vez de Gustavo Carmo, pré-candidato pelo PMDB ao posto de prefeito de Alagoinhas. Ele que é alagoinhense, tem 40 anos, é casado e pai de uma filha; Gustavo Augusto de Souza Carmo é formado em Direito pela Universidade Tiradentes e pós-graduado em Direito Público, é advogado de profissão e politico por vocação. Ele nos contou que começou a se interessar pela politica muito cedo, com 13 anos teve a oportunidade de acompanhar uma campanha politica de perto e foi ali que entendeu que gostava de politica; Gustavo também nos confidencia que sempre teve vontade de contribuir com o processo politico. Enquanto Vereador, 2009 a 2012, nos conta ele, teve a oportunidade conhecer bastante a cidade de Alagoinhas e seus problemas; como presidente da Câmara Municipal pôde implantar importantes atividades. Sua gestão a frente da Câmara de Vereadores foi bastante eficiente e deu frutos, podemos destacar como seus feitos: a criação da TV Câmara e a transmissão ao vivo das sessões em ambiente web; reativação das sessões itinerantes, percorrendo todos os bairros e distritos de Alagoinhas; criação da agenda do recesso, onde os vereadores, durante o recesso parlamentar, visitavam diversas localidades para ouvir os reclames da população; implantação da Ouvidoria da Câmara de Vereadores de Alagoinhas; conclusão das obras de construção dos gabinetes dos vereadores, que aumentaram de 11 vereadores para 17 naquele novo pleito, ele considera como principal legado da sua gestão a intensa integração da Câmara com a população. Com tantos feitos e uma gestão impecável à frente da Casa Legislativa Municipal, o seu nome foi bastante projetado no cenário político da Cidade. Mesmo sem exercer mandato eletivo não para de desenvolver suas atividades politicas, continua a conversar e interagir bastante com a população, nas ruas e no seu próprio escritório, onde ele nos recebeu para conceder esta entrevista. Em suas campanhas sempre foi diferenciado, preferindo ir pessoalmente conversar com as pessoas ao invés de pagar pessoas pra fazer a campanha; ele faz a verdadeira campanha porta-a-porta, o que é bom, pois dá ao eleitor a oportunidade de conversar pessoalmente com o seu candidato e analisar as propostas. Esse ano é um ano de eleição e o advogado Gustavo Carmo, avesso à palavra pré-candidatura, busca construir um bom projeto para Alagoinhas, e diz que a partir daí passara a pensar em candidatura. Gustavo é defensor ferrenho da tese de que primeiro tem que vir o projeto para depois vir os nomes e candidaturas. Esclarece que considera um bom projeto aquele que busca atender as principais necessidades da população e que seja acima de tudo viável e exequível, enaltece que “chega de promessas e falácias”. Confidencia ter muitas ideias em sua cabeça e que vem conversando com técnicos e profissionais de diversas áreas objetivando montar um bom projeto para a cidade da qual sempre sonhou em cuidar. Durante 35 minutos ouvimos o peemedebista Gustavo Carmo em seu escritório e o resultado desta entrevista você acompanha a partir de agora:

NEWSINFOCO: Com relação a apoios políticos, qual sua situação para concorrer na eleição?

Gustavo Carmo:Agente constrói o ambiente político através das afinidades com os projetos a serem desenvolvidos em prol da população, primando pela qualidade das pessoas e não pela quantidade. Nesse sentido estamos conversando com pessoas da política e de fora da política, principalmente da sociedade civil organizada.

NEWSINFOCO: Sua linha de pensamento é consonante com a do prefeito Paulo Cezar ou o senhor discorda dessa linha de gestão utilizada pelo atual prefeito de Alagoinhas?

Gustavo Carmo:Discordo totalmente da gestão de Paulo Cezar. Eu acho que é uma gestão que trabalha de uma forma empírica, sem nenhum planejamento. O que existe na verdade é uma cidade em que a prefeitura se tornou viável, com bastante recurso em caixa, mas a aplicação ineficiente e com desperdício faz com que o benefício não chegue à população como deveria, observe-se a total destruição do nosso SAAE, que para mim é o retrato da incompetência desta gestão. Se fizermos uma simples comparação do que costumo chamar “as Alagoinhas” (a do passado e a de agora), poderemos constatar que há 15 anos atrás, no ano 2000, tínhamos um orçamento de 8 milhões de reais ano e agora para 2016 teremos um orçamento de aproximadamente 400 milhões de reais,  e então Eu pergunto se tivemos a mesma evolução no que diz respeito a prestação dos serviços da competência da gestão municipal? Obviamente que não. Na verdade a gente não vê o retorno desse crescimento orçamentário na cidade, não vemos a vida do povo melhorar na mesma escala de proporção! Alagoinhas, antes, era uma cidade de prefeitura pobre e de povo pobre e hoje é de prefeitura rica e povo pobre. Acho que o orçamente é mal utilizado, mal distribuído e mal executado. Nossa cidade devia ter uma gama muito enorme de serviços de qualidade para o povo. Um ponto importante que cito é que Alagoinhas, hoje, não está presente no ambiente virtual; o cidadão não consegue demandar os serviços referentes ao seu comercio ou residência no portal eletrônico da Prefeitura, o cidadão não consegue, por exemplo, demandar serviços de impressão de carnê do IPTU, não consegue discutir taxas e tributos municipais que estão sendo cobrados de forma indevida. Pior ainda quando se fala nos serviços de saúde, Alagoinhas não possui informatização nos postos de saúde, que são em torno de 25 unidades. Não se faz uma marcação de consulta de forma digital e integrada, não se inaugurou um posto de saúde sequer nesta gestão, apenas se pintou e reformou os que já existiam. Isso é um absurdo! Recebemos investimento do governo federal para construção de mais de ordem de 3 mil unidades do programa Minha Casa Minha Vida e nenhum investimento foi feito em relação a construção e reorganização das unidades de saúde para atender a população que migrou para essas novas moradias. A cidade cresceu e os serviços não acompanharam as novas demandas. Um outro retrato da falta de planejamento é a obra do binário central, embora seja uma obra importante não deveria ter sido priorizada em detrimento de outras mais urgentes e necessárias, como por exemplo as da Rua São Felix, da Irmã Dulce, no Barreiro, da Padre Araguaia, no Mangalô, as da Cavada, dentre diversas outras. Na educação também não se teve investimentos na magnitude da atual receita municipal, não temos uma escola sequer com aulas em tempo integral para as nossas crianças. Nada avançou do ponto de vista da formação das nossas crianças.  .

NEWSINFOCO: Você já foi secretario de Paulo Cezar, o senhor não acha que pode passar para o eleitor a imagem de vira folha?

Gustavo Carmo:Não. De forma alguma. Veja bem, eu disputei a eleição de 2008 e me elegi vereador pelo PMDB e permaneço até hoje, diferente de Paulo Cezar que já esteve em vários partidos e curiosamente de onde ele sai não querem que ele volte. A minha aliança com o prefeito, que durou apenas um ano, foi pontual e efêmera, o pouco tempo que convivi com ele foi suficiente para não querer mais permanecer no seu entorno. Oportunamente protocolei meu pedido de exoneração e segui a minha caminhada disputando a eleição de deputado, a qual me orgulho muito. Inclusive me arrependo e já pedi desculpas ao povo por ter votado nele quando da sua ultima eleição. Errei, com a melhor das intenções mas errei, deveria eu ter sido candidato a Prefeito em 2010.

NEWSINFOCO: Se eleito, quais serão suas prioridades?

Gustavo Carmo:Eu acho que existem questões na cidade que são emblemáticas como o SAAE, que tem que ser despolitizado, reestruturado, e sofrer um planejamento de curto, médio e longo prazo. O que Paulo Cezar fez com o SAAE é caso de polícia. O outro ponto que importantíssimo é a Central de Abastecimento, sou um defensor incondicional da Central, que é o maior gerador de emprego da cidade, em torno de 5000 postos de trabalho, onde vários pequenos comerciantes e autônomos, das zonas rural e urbana, vão vender seus produtos. A primeira coisa que farei é humanizar; em segundo, aliado com a humanização, é dar qualificação ao feirante, dar boas condições de trabalho a eles; em paralelo, um zoneamento da Central, dividindo aquele espaço por seções: hortifrúti, carnes, etc. Fazer dentro de um ano de planejamento um reaparelhamento da Central, já pensando num planejamento maior, com parceira publico-privada, como uma verticalização da Central, como existe em várias cidades do Brasil. Em paralelo não temos como pensar Alagoinhas, uma cidade grande, comprar produtos apenas em um local. Podemos expandir para os bairros a comercialização dos feirantes, não inchando a Central de Abastecimento. Outra questão prioritária tem que ser a segurança pública essa não é mais apenas da responsabilidade da União e dos Estados. O Município tem que ter sua parcela de contribuição, temos que ter, por exemplo, uma capacitação da guarda municipal, como rondas nas escolas e em áreas indicadas, colocar um sistema eficiente de monitoramento de câmeras na cidade, não este que ai se encontra, absolutamente ineficiente. Na área Social também temos que atuar incisivamente, não é possível que uma Cidade grande como a nossa não possua um local de tratamento de dependentes químicos. Vamos montar um planejamento social para cuidar desses jovens que estão em situação de vulnerabilidade, com atividades esportivas, recreativas por exemplo. A secretaria de ação social, hoje, é uma secretaria ruim, que só trabalha naquilo que dá retorno imediato de voto, como o Minha Casa Minha vida e a gente sabe que existe muitas irregularidades que envolvem esse programa aqui em Alagoinhas. O bolsa família é trabalhado com toda atenção, porque dá retorno imediato de voto, também. Então Alagoinhas é uma cidade que deixa a desejar nesses quesitos. Enfim, precisaremos de outra oportunidade com vocês do Newsinfoco para tratar tudo que penso também sobre saúde, educação, meio ambiente, esporte e lazer, trânsito, etc.

NEWSINFOCO: E sobre o restaurante popular, o que você tem a dizer?

Gustavo Carmo:É uma obra que se arrasta há anos e parece que o prefeito não dá atenção por picuinha politica, porque a obra foi iniciada por seu antecessor. É politicagem pura para maltratar o povo. Outra questão que me preocupa é a relação que a prefeitura tem com o Governo Federal, muitas obras federais estão paradas, inclusive obras de esgotamento e requalificação urbana, onde não se viabiliza a liberação de recursos para tocar essas obras. O que vejo também é que essa gestão não vai deixar um projeto sequer para a gestão futura, nessa relação deficiente com o Governo federal, com Brasília. O próximo gestor vai ter que começar do zero.

NEWSINFOCO: Como você espera conseguir apoios para sua possível gestão com o governo do estado e no âmbito federal?

Gustavo Carmo:Alagoinhas é uma cidade viável do ponto de vista financeiro. Portanto inicialmente temos que fazer o exercício da boa matemática, qual seja, organizar as contas e orçamento. Em paralelo cortar no mínimo de 30% a 35% dos cargos em comissão existentes, com isso teremos uma melhor performance e eficiência da maquina publica municipal. Alagoinhas tem uma maquina pública viciada, muita gente com cargos comissionados sem trabalhar, temos que colocar Alagoinhas no patamar de gestão que ela merece. Organizada a maquina não teremos nenhuma dificuldade em buscar as parcerias na esfera Estadual e Federal objetivando atração de investimento que impactem diretamente na melhoria da vida das pessoas. Olhe o exemplo de Salvador, que possui o melhor prefeito do Brasil, ACM Neto, mesmo sendo oposição ao governo estadual e ao governo federal.

 NEWSINFOCO: Deixe uma mensagem para os leitores do NewsInfoco e para a população.

Gustavo Carmo:Quero agradecer a entrevista e parabenizar o site que com certeza é um veiculo de comunicação importante. O debate é fundamental e agradeço a vocês nesse sentido. A mensagem para a população de Alagoinhas é a da necessidade de inovar. Alagoinhas é governada pelas mesmas pessoas há 16 anos, pelo PT de Joseildo e pelo governo de Paulo Cezar, que no fundo estão juntos, com lula, Dilma e companhia. Eu entendo que esta na hora de provocar mudanças, de dar espaço a novas idéias e novos modelos de gestão.  Se me for dada essa oportunidade procurarei incansavelmente trabalhar pela minha cidade, a cidade em que nasci, em que me criei e moro, onde constitui minha família e onde haverei de ser enterrado um dia. Enfim, deixo a para população de Alagoinhas uma mensagem de coragem, otimismo e esperança.

Compartilhe
In this article

Join the Conversation

3 comments

  1. Augusta Responder

    Se realmente ele se candidatar, eu voto pra ele e ainda arrumo monte de votos, mais se não for, meu voto é nulo!!!

  2. Sued Paulo Responder

    Realmente nada para dizer , ou dizer ? Como bom Pmdbista , ao perder uma eleição certa , irá para o lado do vencedor ?

  3. Raimundo Barreto, por enquanto, é o melhor pré-candidato à Prefeitura de Alagoinhas – News In Foco Responder

    […] Acompanhamos neste momento um Brasil em crise, uma crise que se mostra cada vez mais política do que financeira. Uma crise cíclica. Nossa cidade, Alagoinhas, nesse panorama, está inserida nessa lógica escrota e em outubro é chegado a hora de eleger nossos supostos representantes. O site NewsInfoco está entrevistando os possíveis candidatos à prefeitura de Alagoinhas, sendo primeiramente Radiovaldo Costa, Raimundo Barreto, Sônia Fontes e Gustavo Carmo. […]

+
+