“Pretendo, na minha gestão, tornar Alagoinhas uma das cidades mais promissoras e desenvolvidas do estado”, diz Joaquim Neto

4757 0
4757 0

Seguindo com a cobertura das eleições municipais de Alagoinhas 2016, o site NewsInfoco traz para seus leitores a entrevista com o pré-candidato do DEM, Dr. Joaquim Neto.

Nascido em Alagoinhas, Joaquim Belarmino Cardoso Neto, o popular Dr. Joaquim Neto, fez o curso infantil e primário no Colégio Santíssimo Sacramento; posteriormente fez curso profissionalizante de ajustador mecânico no SENAI por 3 anos; pouco tempo depois se forma no 2º grau, em desenho arquitetônico, no Centro Integrado Luiz Navarro de Brito. Não obstante, prestou vestibular nos cursos de direito e medicina, fez dois semestres de direito, mas percebeu que sua vocação maior era a área da saúde. Assim sendo, conclui o curso de medicina em 1989. Já são assim mais 20 anos exercendo a medicina, com especialidade em saúde publica, onde confessa gostar de trabalhar.

Quando se formou médico, foi trabalhar na maternidade de Alagoinhas e rapidamente, com a sua vocação em gestão de saúde, tornou-se diretor médico da maternidade. Logo em seguida, foi indicado pelo prefeito Murilo Cavalcanti, pelo então secretario estadual de saúde Otto Alencar e pelo deputado federal Jairo Azi para ser o diretor da DIRES, onde controlava as ações de Saúde de Alagoinhas e de mais 21 municípios de seu entorno. Aqui em Alagoinhas, ainda foi diretor do Hospital Regional Dantas Bião.

É também proprietário da Hemovida, da Urovida, do Hospital Geral de Sátiro Dias e do Hospital do Rim em Ribeira do Pombal. Na parte política, começou muito novo, na época o prefeito de Alagoinhas era Miguel fontes e a sua mãe, Professora Emília, era secretária de educação e posteriormente secretária de obras, e sempre acompanhava as palestras, os comícios, as atividades politicas. Naquela época, a sucessão municipal era decidida entre os embates entre o grupo de Judélio Carmo, Jeferson Vilanova, Marco Antunes, Murilo Cavalcante, Jairo Azi e foi nesse meio politico administrativo que Joaquim Neto se criou. Foi ainda prefeito de Sátiro Dias por 3 mandatos. No momento, aos 54 anos trabalha na área empresarial de saúde publica e é pré-candidato a prefeitura de Alagoinhas.

Este é um breve resumo da história de Dr. Joaquim Neto, o pré-candidato a prefeitura de Alagoinhas pelo DEM que nos concedeu esta belíssima entrevista. Acompanhe;

Newsinfoco: Todas as pesquisas lhe dão uma boa porcentagem de votos. A que o senhor credita essa sua força aqui em Alagoinhas?

Joaquim Neto: Eu penso que nesses 25 anos, desde que me formei, eu sempre atendi aqui em Alagoinhas de forma gratuita, ou pelo serviço de saúde, ou pelo meu atendimento voluntario, portanto nunca de forma eleitoreira. Eu sou medico do Atlético de Alagoinhas (clube de futebol) e da Catuense (clube de futebol) há mais de 20 anos, sou médico do Bloco dos Turunas, de outros blocos. Então, sempre que fui convocado estive presente, mesmo quando fui prefeito de Sátiro Dias, nunca deixei de estar presente. Eu tenho dois anos que fui candidato a deputado estadual, bati quase 9000 votos aqui em Alagoinhas e isso me deixou muito confiante que eu podia ir mais além. Eu conto sempre a história que na segunda-feira após a eleição, eu não estava nem muito triste e nem muito alegre, porque alcancei 27.000 votos, fui o mais votado do meu partido, claro que melhor se tivesse sido eleito, mas a quantidade de votos foi expressiva. Mas voltando ao assunto, eu fui ao comercio de Alagoinhas logo após a eleição e o pessoal me parabenizou pela votação, a imprensa me deu destaque, porque não tive apoio de nenhum cacique politico, levei a eleição praticamente sozinho. Cada rua que eu caminhava aqui na cidade, nos bairros, eu sempre sentia o carinho, o apreço do povo de Alagoinhas, gente que dizia que iam votar em mim, porque eu era do bem, fazia um trabalho voluntario. Eu afirmo que meu trabalho é despretensioso em relação a capricho eleitoreiro, faço porque gosto do meu trabalho na saúde, e faço esse trabalho voluntario na região toda, sou medico voluntario do município de Cicero Dantas, faço o trabalho sem receber nada há mais de 15 anos, um padre que é amigo meu que solicitou esse apoio, que atendesse na parte de reumatologia, atendo voluntariamente e nem sonho em ser prefeito de Cicero Dantas. Em Inhambupe fui disparado o mais votado, tive 5000 votos, também lá não me candidatei à prefeitura. Na cidade de Sátiro Dias, nessa ultima eleição para deputado, ganhei nas 34 urnas também, então fico feliz pelo crédito que a população da nossa região me deu, em especial Alagoinhas, cidade onde nasci e me criei, onde só sai daqui para estudar. Tenho um carinho muito grande por esse povo.

Newsinfoco: Como o senhor espera conseguir alianças no cenário politico atual de Alagoinhas?

Joaquim Neto: A minha estratégia montada para essa eleição é praticamente a mesma da de quando fui candidato a deputado estadual em 2014, que deu certo e preferi seguir nessa trajetória. Vi que o terreno era fértil, percorri muito chão de fábrica, oficinas, porta das faculdades e fui crescendo dessa maneira. A respeito das alianças, o deputado Paulo Azi, ele apoiou o prefeito Paulo Cezar nas 3 ultimas eleições que ele disputou, na que ele perdeu e nas 2 que ele ganhou e ele verificou que o candidato de Paulo Cezar não era o que ele pensava para Alagoinhas. Ele me procurou e disse que queria me apoiar e eu o recebi de braços abertos, principalmente porque ele é aliado do prefeito de Salvador, ACM Neto, que é o prefeito de maior destaque no Brasil, onde ele faz uma gestão sem o apoio do governo federal, nem estadual e mesmo assim consegue ser o melhor prefeito do Brasil. Ele pegou uma cidade arrasada e transformou numa cidade bem melhor. O prefeito ACM Neto fala comigo há certo tempo sobre Alagoinhas e, agora que sou candidato, ele quer me dar todo apoio, inclusive me prometeu que caso eu seja eleito, ele vai destacar técnicos para ajudar na minha gestão, pois vê Alagoinhas como uma cidade polo que poderá ser uma das 3 maiores da Bahia. Então, admito que recebo esse apoio dele e o que existe hoje, como no futebol, é um quadrangular decisivo, o pré-candidato Radiovaldo e o Joseildo Ramos estão de um lado e eu e a pré-candidata Sônia Fontes do outro. Eu vejo que a eleição circula, que todos estão na expectativa, os dois lados batem de frente comigo e me vejo como a opção menos rejeitada. Fico muito feliz e estou dando minha cara para bater.

Newsinfoco: Com relação às supostas denuncias de suas contas rejeitadas pelo TCM referentes à sua gestão em Sátiro Dias, o que o senhor tem a dizer?

Joaquim Neto: Com relação a essas denúncias que existiram nas redes sociais, eu tenho a dizer que fui prefeito 12 anos, 12 contas minhas foram julgadas, 11 foram aprovadas direta e 1 foi rejeitada e depois reconsiderada, inclusive na Câmara de Vereadores, até os vereadores de oposição votaram a favor, foi 10 a 0. A única conta minha que pelo TCM foi rejeitada foi por problemas técnicos, inclusive na eleição de 2014, o Ministério Público impugnou e o TRE mostrou que não houve ato de improbidade administrativa e eu fui candidato tranquilo. As outras coisas, vou dizer da seguinte forma: o prefeito é responsável por tudo que acontece na cidade, se houver algum problema nas secretarias, o culpado é o prefeito, inclusive no site do TCE, TCM, TCU, se encontram todas as certidões negativas da minha gestão na época e vejam se há algum ato que seja negativo em meu nome? Não há.

Newsinfoco: Em sua opinião, o que diferencia o senhor dos outros pré-candidatos?

Joaquim Neto: Eu vejo que Alagoinhas nesses últimos 16 anos teve um crescimento muito grande, com 8 anos de gestão de Joseildo e 8 anos da gestão de Paulo Cezar, mas ainda existem problemas sérios como a saúde que não foram resolvidos. Numa cidade com mais de 100 mil habitantes, não se faz uma cirurgia eletiva, ou seja, uma simples hérnia umbilical, que gasta 30 minutos para operar, em Alagoinhas não faz. Por que em Sátiro Diaz faz, em Esplanada faz, em Antas, que é 15 vezes menor, faz e aqui não? O povo aqui tem que se deslocar para outra cidade para fazer, isso é inadmissível. É urgente e necessária a solução do problema da saúde em Alagoinhas. Não tem uma UPA funcionando, não se consegue inaugurar uma UPA aqui. Imagina se tivesse uma UPA em cada bairro populoso como Barreiro e Santa Terezinha, aqui em nossa cidade? Iria desafogar o problema da saúde na nossa. O prefeito ACM Neto, por exemplo, em Salvador, inaugurou 6 UPAS e o prefeito daqui nada. Em Alagoinhas se aplica apenas 22 % dos seus recursos na saúde. Outro problema é a segurança na nossa cidade, Alagoinhas hoje tem poucas viaturas da policia para atender esse crescimento da cidade, isso só aumenta as taxas de criminalidade. Então posso dizer que Alagoinhas tem várias áreas que se precisa investir, como saúde, educação, segurança, infraestrutura, e pretendo na minha gestão tornar Alagoinhas uma das cidades mais promissoras e desenvolvidas do estado.

Newsinfoco: Agora pode deixar uma mensagem para o povo de Alagoinhas.

Joaquim Neto: A mensagem que eu deixo é de gratidão ao povo de Alagoinhas, sobretudo o povo humilde, que tem me tratado com muito carinho; o pessoal da Central de Abastecimento, onde ando muito por lá, e digo que se chegar ao posto de prefeito vou fazer muito por essa cidade. Obrigado pela entrevista Newsinfoco.

 

Compartilhe
In this article

Join the Conversation

+
+