“Lanço minha pré-candidatura a prefeitura de Alagoinhas para atuar na vida dos mais necessitados”, diz Marcio Reis

5841 1
5841 1

Seguindo com a cobertura das eleições municipais 2016 na cidade de Alagoinhas, o site NewsInfoco traz hoje para seus leitores a entrevista com o pré-candidato a prefeitura de Alagoinhas pelo PSC. O nome dele é Márcio dos Reis Santos, conhecido por muitos como Márcio da Megafone. Nasceu e se criou em Alagoinhas, onde estudou no Colegio Dínamo e CNEC; ele é casado, tem 3 filhos, é empresário do ramo da construção civil e do ramo de alimentos, é também evangélico. Nos conta que começou a trabalhar aos 13 anos, pois desde essa época já sentia a necessidade de trabalhar para ganhar o seu próprio dinheiro. Com isso já trabalhou como camelô, office boy, operador de sonda, mecânico, vendedor de cachorro quente, até conseguir criar sua primeira empresa, a Cd’s Music. A partir daí investiu em vários ramos empresariais, como o Bloco infantil Pipoca Nenem e a empresa Megafone. Foi ganhador por 4 vezes do premio mérito troféu lojista por seu trabalho no ramo empresarial. Na área social, como empresário, sempre promoveu campanhas filantrópicas, no Bloco Pipoca Neném, por exemplo, instituiu uma promoção em que as pessoas doavam alimentos para os mais necessitados em troca do ingresso para brincar no bloco. Também em outra empresa que teve, a Megafone, fez campanhas solidárias. “Muitas vezes tirei de meu bolso para ajudar os mais necessitados”, diz Márcio que é pré-candidato a Prefeitura de Alagoinhas pelo PSC. Acompanhe agora a entrevista com Marcio Reis:

Newsinfoco: Qual a sua motivação para se lançar pré-candidato?

Marcio Reis: Lanço minha pré-candidatura a prefeitura de Alagoinhas justamente para atuar mais fortemente na vida dos mais necessitados, levar a educação, a saúde, o emprego e o bem-estar para a vida do povo alagoinhense que é tão carente de bons gestores.

Newsinfoco: Na questão das alianças, como o senhor espera criar sua base politica para os seus projetos?

Marcio Reis: Hoje eu me encontro numa posição que, além de ter o deputado Irmão Lázaro, a gente tem um apoio muito forte dentro de Brasilia, eu faço parte de um grupo nacional do senador Magno Malta, o qual lidera 7 senadores, é um senador extremamente respeitado, muito influente, conhecedor daquilo que é o direito dos municípios e que vai nos prestar uma assessoria dentro de Brasilia. Além disso, somos hoje um partido(PSC) que é da base para um projeto de 2018, a base do grupo de ACM Neto, que eu creio que será o próximo governador da Bahia, com isso poderemos contar com o apoio que ACM Neto tem hoje.

Newsinfoco: Como reunir os grupos políticos em torno de uma agenda que não tenha alguma o famoso “toma lá da cá”, seja em termos de secretarias, valores…?

Marcio Reis: O que é que a maioria dos prefeitos encontram numa Câmara de Vereadores que dificulta a sua gestão? É a oposição. Essa oposição se dá desde o momento eleitoral. Eu me considero um candidato que não tem oposição, porque os outros candidatos não vêem em mim uma possibilidade de vitória, isso me dá uma possibilidade de governar maior se eu chegar à prefeitura dessa forma. Se tem 5 grupos políticos na Câmara de Vereadores, mais os nosso vereadores do PSC que sejam eleitos, por exemplo, eu digo que sou o único que possa ter o apoio de 100% da Câmara. Sabe por quê? Eu não pertenço àqueles grupinhos politicos, estou aqui para servir a todos e não ao grupo A ou B. Agora veja, eu vou governar a cidade, uma cidade que tem 17 vereadores eleitos pelo povo e vou chamar todos eles para ajudar a governar a cidade de Alagoinhas. Estarei fazendo algo de errado? Acho que não. Eu creio que não terei essa dificuldade de apoios, pois serei um prefeito aberto a ouvir todos. A oposição precisa ser de criticas positivas, que eleve as ideias para uma Alagoinhas melhor e tenho certeza que tudo dará certo na minha gestão.

Newsinfoco: Ouvimos no cenário politico de Alagoinhas rumores de desistências de vários pré-candidatos. Qual a possibilidade do senhor desistir da sua pré-candidatura?

Marcio Reis: Minha real chance de continuar é 99%, 1 % pertence a DEUS, que só ele pode mudar situação. Só falta a questão de oficializar nossa pré-candidatura. Hoje, eu lhe respondo que a chance é zero de eu abandonar e apoiar outra pré-candidatura.

Newsinfoco: O que o senhor elencaria como prioridade em uma eventual gestão sua?

Marcio Reis: Se você perguntar a qualquer candidato sobre essa questão de prioridades, eles vão colocar saúde em primeiro lugar, educação e segurança. São os três pilares principais que todo candidato fala que vai focar sua gestão. Só que tem o seguinte, eu tenho um pré-projeto que está em fase de desenvolvimento, ele engloba de forma brilhante a questão da segurança, da educação, e também da saúde preventiva e esse projeto está pautado em cima do trabalho com crianças e jovens que estão em alta vulnerabilidade social, em locais com alta incidência da criminalidade e do tráfico de drogas. Nós precisamos realmente passar a ter um olhar diferenciado sobre essa questão. A criminalidade em Alagoinhas vem crescendo e numa rádio, fui questionado sobre minha experiência pública em relação aos outros pré-candidatos, e disseram que eu não tenho a experiência que eles tem, aí eu me pergunto: a experiência que eles tem, ela tem diminuído os problemas da violência que Alagoinhas enfrenta?! Vem melhorando a saúde, a educação?! Eu deixo a resposta em aberto para reflexão. No nosso pré-projeto, vamos trabalhar fortemente com a intervenção social, educativa, também na área da segurança pública e saúde com essas pessoas em vulnerabilidade social. Nossa proposta é a criação do Centro de Formação Atlética Esportiva de Alagoinhas, esse Centro estará aliado ao estádio Carneirão e ao Ginásio de Esportes que é administração municipal, e mais alguns campos e quadras do município; a criança vai estar no colégio pela manhã, pela tarde ela será avaliada, ver que tipo de prática esportiva ela se adequa, vai ter música, dança também…. Então veja que a criança já esta sendo tirada da área de vulnerabilidade e sendo inserida no meio social adequado; pensamos em colocar piscinas também para a prática da natação e depois disso vem a segunda intervenção, com o reforço escolar na área de português e matemática, pois a maioria dos pais não tem disponibilidade de tempo e recursos para ensinar essas crianças como se deve e essas matérias são os pilares da boa educação. Nesse projeto vai ter também o acompanhamento médico-odontológico dessas crianças e adolescentes. A Secretaria de Ação Social vai acompanhar de perto a família dessas crianças e jovens, vendo outros fatores que também fazem parte do desenvolvimento da criança, porque tudo está interligado, família e educação. Nós vamos entrar para transformar a vida da família, do pai, da mãe, de todos. Quando formos com a SEMAS e passarmos a identificar as necessidades daquela família, que é obrigação do governo, nós já começaremos a transformação da vida daquelas pessoas. O que acontecerá com a maioria desses jovens quando chegarem na idade de buscar o mercado de trabalho? Nós já estaremos esperando eles no Centro de Formação Profissional, onde prepararemos os jovens para a vida profissional e ai teremos o apoio do projeto menor aprendiz, com parceria público-privada, aonde se trabalhará não só com cursos técnicos, mais cursos com orientação para o trabalho, informática, técnica de vendas e outros cursos. Vamos começar a fazer ali cidadãos preparados para enfrentar o mercado de trabalho, com isso a criminalidade, o problema com as drogas irá se dissipando. Eu creio que a prevenção é muito mais válida que a correção, onde só se enxuga gelo praticamente.

Newsinfoco: Deixe uma mensagem para nossos leitores 

Marcio Reis: Eu quero dizer que eu, Márcio Reis, não estou na politica por entender que preciso da politica para meio de vida, eu não estou na politica para atender minhas necessidades materiais, mas estou sim, por entender que as pessoas precisam verdadeiramente de pessoas com o meu perfil, do perfil de nossos pré-candidatos a vereadores, que os que estão com a gente, pode ter certeza, são os que rejeitaram propostas que vem envergonhando nosso país. Nós estamos na politica, porque as pessoas precisam de nós na politica, pessoas de bem, que tem o amor acima de tudo, o amor que vai transformar o mundo. Eu estou nessa situação de perder privacidade, tranquilidade, gastando recursos, mas tudo isso é em prol do próximo, estou nessa campanha que é uma ordenança de DEUS, ser servo, um politico que chega para servir e não para ser servido. Digo a todos de Alagoinhas que essas pessoas serão bem atendidas com a minha gestão, superando os problemas com muita perseverança e digo que cuidar de Alagoinhas é cuidar do povo da região. Gostaria muito que o povo visse isso e me desse o voto de confiança primeiramente, para depois o voto na urna. Muito obrigado a todos.

Compartilhe
In this article

Join the Conversation

1 comment

  1. Bruno Responder

    O nome do colégio está errado, o correto é CNEC.
    Campanha Nacional de Escolas na Comunidade.

+
+