Temer escolhe Paulo Rabello de Castro para assumir BNDES

111 0
111 0

No mesmo dia em que Maria Silvia Bastos Marques renunciou à presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ), o governo de Michel Temer (PMDB) anunciou o nome do economista Paulo Rabello de Castro para assumir o cargo.

Castro era presidente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) desde junho do ano passado, quando o novo governo tomou posse. O economista é ligado a Temer e foi um dos defensores das reformas que o presidente tenta aprovar, como a da Previdência, por exemplo.

Em nota, o Planalto afirmou que Castro aceitou o convite e começará seu trabalho na instituição já na próxima semana.

“Assumo essa missão como um ibegeano que sou. Não recuo diante de missão difícil”, declarou, em nota, Paulo Rabello de Castro.

Interlocutores do Planalto reconheceram que, em meio à crise política, era preciso escolher um sucessor o mais rápido possível para evitar um desgaste com o mercado financeiro.

Auxiliares de Temer admitem que a saída da presidente do BNDES neste momento “é uma baixa importante”. Logo após o anúncio da demissão, Temer reuniu-se com os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira.

Maria Silvia renuncia

A gestão de Maria Silvia vinha sendo criticada por muitos empresários, mas Michel Temer a prestigiava sempre que podia. No primeiro pronunciamento que fez após a delação da JBS, Temer a citou como uma das peças que estava funcionando no governo.

Nos bastidores, Maria Silvia vinha demonstrando um profundo desconforto com a conversa entre Temer e Joesley Batista. Ela alegou ‘problemas pessoais’ para abrir mão do cargo.

Em conversa gravada, o empresário Joesley Batista, da JBS, se queixou da atuação da executiva ao presidente Michel Temer. “Está bem travado”, disse ele em referência a atuação do banco de fomento na concessão de crédito.

Fonte:Veja
Compartilhe
In this article

Join the Conversation

+
+