Dicionário da Internet: entenda o significado das palavras, termos e expressões técnicas

114 0
114 0

A internet é repleta de palavras, termos e expressões técnicas, vindos, muitas vezes, de outras línguas e poucas pessoas sabem seu real significado. Site, domínio, URL, IP, DNS, servidor… são tantos nomes e siglas na informática e internet que algumas vezes ficamos perdidos.

Algumas dessas expressões estão ligadas a questões técnicas e muitas pessoas deixam de fazer algo que possa ser importante ou optam por algum procedimento errado em virtude da falta de conhecimento.

Pensando nisso, preparamos um dicionário básico de internet com o significado de termos utilizados na Internet, no mundo dos computadores, tablets e smartphones. Confira:

A

Acesso: entrada num website ou na própria Internet através de uma conexão.

Aplicativo: programa de computador concebido para processar dados eletronicamente, facilitando e reduzindo o tempo de execução de uma tarefa pelo usuário.

B

Backbone: é a espinha dorsal da rede, o esquema de ligações centrais de um sistema mais amplo, pela qual os dados de todos os clientes da Internet passam.

Banda: capacidade de transmissão de dados na internet.

Banner: peça publicitária muito utilizada na internet para atrair um usuário a um site através de imagens e animações que correspondem a um link.

Bit: um dígito binário que representa a menor parcela de informação processada por um computador.

C

Cache: é um armazenamento temporário de páginas da web, imagens e outros documentos e ficheiros com a finalidade de reduzir o uso de banda disponível e aumentar a velocidade do acesso.

Chat: forma de comunicação a distância, utilizando computadores ligados à internet, na qual o que se digita no teclado de um deles aparece em tempo real para todos os participantes do bate-papo.

Computador: é uma máquina que processa informações eletronicamente, na forma de dados, e pode ser programado para as mais diversas tarefas.

Cookies: são pequenos arquivos de texto que armazenam o que o internauta visitou na rede. Ficam gravados temporariamente no computador do usuário e podem ser recuperados, durante a navegação, pelo site que os enviou.

D

Domínio: é um nome de fácil memorização que serve para localizar e identificar computadores na Internet.

DNS (Domain Name System, ou Sistema de Nomes de Domínios): computador que funciona como um sistema de tradução, relaciona o domínio nominal de um site (exemplo www.vectornet.com.br) em número de IP .

Download: corresponde à ação de transferir dados de um computador remoto para um computador local.

E

E-mail ou Correio Eletrônico:  é um serviço disponível na Internet que possibilita o envio e o recebimento de mensagens, textos, figuras e outros arquivos.

Extranet: é uma extensão da intranet. Permite o acesso externo controlado de dados da intranet para negócios específicos ou propósitos educacionais, utilizando a internet.

F

FTP: é o protocolo responsável pela transferência de arquivos pela internet. É através dele que o desenvolvedor enviará os arquivos do site para o servidor.

G

Gateway: é a porta de entrada de cada rede individual ligada à Internet.

Gif: formato de imagem de mapa de bits muito popular na internet. Utilizado tanto para imagens fixas quanto para animações.

H

Hiperlink – ligação entre páginas de internet.

HTML: linguagem básica da internet. Especificamente, é uma linguagem  de marcação utilizada para produção de páginas na web e que permite a criação de documentos que podem ser lidos/interpretados por navegadores.

HTTP (HyperText Transfer Protocol): É um protocolo de comunicação (norma reguladora de comunicação) entre sistemas de informação, que permite a transferência de dados entre redes de computadores.

HTTPS (Hyper Text Transfer Protocol Secure): é a execução do protocolo HTTP sobre uma camada adicional de segurança que  guarda a transmissão de dados entre o computador e o servidor.

I

Impressão:  toda vez que uma artigo de publicidade ou anúncio é visualizado em um navegador.

Internet: rede de computadores dispersos por todo o planeta que trocam dados e mensagens utilizando um protocolo comum, unindo usuários particulares, entidades de pesquisa, órgãos culturais, institutos militares, bibliotecas e empresas de toda envergadura.

Intranet: rede local de computadores, circunscrita aos limites internos de uma instituição, na qual são utilizados os mesmos programas e protocolos de comunicação empregados na Internet.

IP (Internet Protocol): um número de 32 bits que identifica um dispositivo específico (computador, smartphone, impressora) em uma rede local ou pública.

J

Java: é uma linguagem de programação e plataforma computacional orientada a objetos e que, diferentemente das linguagens convencionais, que são compiladas para código nativo, a linguagem Java é compilada para um bytecode e executado por uma máquina virtual, o que permite que os progrmas criados nessa linguagem possam ser executados em qualquer das plataformas suportadas pela tecnologia.

K

Kbps (Kilobits Per Second): medida de velocidade de transmissão de dados. 1 Kbps = 1.000 bps (bits por segundo).

Kilobyte: é um múltiplo do bit, equivalente a 1.024 bytes  ou 8.000 bit.

Keyword: palavra-chave em inglês.

L

LAN: nome dado a uma rede de carácter local, usualmente de domínio privado, e que abrange área geográfica reduzida.

Link: é o “endereço” de um documento (ou um recurso) na web; um elemento de hipermídia formado por um trecho de texto em destaque ou por um elemento gráfico que, ao ser acionado provoca a exibição de novo hiperdocumento.

M

Micro-computador: é um computador de pequeno porte. É também chamado PC, sigla para Personal Computer (computador pessoal)

Modem: dispositivo de entrada e saída, modulador e desmodulador, utilizado para transmissão de dados entre computadores através da linha telefônica.

N

Navegador: programa que permite a usuário da internet consultar páginas e navegar, passando de um ponto a outro na rede, usando links.

Nuvem: se refere a locais na Internet em que é possível salvar todo tipo de informação, incluindo fotos, músicas, documentos e vídeos, tudo o que funcione como um arquivo, e recuperar facilmente esse material mais tarde usando um computador, telefone, TV ou outro dispositivo com conexão à Internet.

O

Online e offline: termos que indicam, respectivamente, estar conectado ou desconectado da Internet.

P

Palavra-chave: palavra ou termo que descreve o tema principal de um texto, site ou anúncio, utilizada pelos mecanismos de busca para fornecer resultados de pesquisa que sejam relevantes e precisas.

Plataforma: padrão de um processo operacional ou de um computador; a tecnologia fundamental em que se assenta um sistema de computador.

Portal: é um site na internet projetado para aglomerar e distribuir conteúdos de várias fontes diferentes de maneira uniforme, sendo um ponto de acesso para uma série de outros sites ou subpáginas internamente ou externamente ao domínio da empresa gestora do portal.

Programa: é uma sequência de instruções específicas que descrevem uma tarefa a ser realizada por um computador.

Provedor: empresa que fornece acesso à  Internet.

Q

QR-CODE (Quick Response Code): é um código de barras bidimensional que pode ser escaneado pela maioria dos dispositivos móveis e convertido em texto (interativo), um endereço, um número de telefone, uma localização, um e-mail, um contato ou um SMS.

R

Rede:conjunto dos computadores e periféricos conectados uns aos outros.

Roteador: é um equipamento usado para conectar diferentes redes de computadores entre si. Nas conexões à internet, há quase sempre um roteador que conecta a rede local à rede da internet.

S

SEO (Search Engine Optmization): é um conjunto de estratégias cofiguradas com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site, blog etc nas páginas de resultados naturais (orgânicos) dos sites de busca.

Site: do latim situs (local), é um espaço na web que abriga um conjunto de páginas.

Software: é, basicamente, um sistema operacional e todos os seus programas associados. Um conjunto de componentes lógicos ou sistema de processamento de dados que controla o funcionamento de um computador.

T

TCP/IP: é um conjunto de protocolos de comunicação entre computadores em rede. Adota um modelo em camadas, onde cada camada é responsável por um grupo de tarefas, fornecendo um conjunto de serviços definidos para o protocolo da camada superior.

U

Upload: envio de arquivos para um servidor ou computador remoto.

URL (Uniform Resource Locator): é um endereço de rede em que se encontra algum recurso informático como um arquivo, imagem, pasta, página etc.

V

Vírus: é um software malicioso que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar para outros computadores, utilizando-se de diversos meios.

VRML (Virtual Reality Modeling Language):  padrão de programação que permite modelagem e navegação em terceira dimensão na Web.

W

WAN (Wide Area Network): rede que cobre uma área física maior que a da LAN, como o campus de uma universidade, uma cidade, um estado ou mesmo um país. É termo usado nas configurações dos roteadores para se referir à rede externa à empresa, que não é considerada parte da LAN

Wi-Fi:  expressão hoje se tornou um sinônimo para a tecnologia IEEE 802.11, que permite a conexão entre diversos dispositivos sem fio.

www (World Wide Web): é o ambiente multimídia da Internet; a reunião de texto, imagem, som, vídeo e movimento.

Y

Yobibyte: é uma unidade do Sistema Internacional para designar 280 bytes de informação ou de armazenamento computacional. A sua abreviatura é YiB

X

XML (eXtensible Markup Language): linguagem de marcação recomendada para a criação de documentos com dados organizados hierarquicamente, isto é, para padronizar uma sequência de dados com o objetivo de organizar, separar o conteúdo e integrá-lo com outras linguagens.

Z

Zip: formato de arquivo usado para compactação de dados armazenados no computador. O objetivo da compactação é reduzir o tamanho de um arquivo ou agrupar vários arquivos em um só.

Fonte:Vectornet
Compartilhe
In this article

Join the Conversation

+
+