Prefeito de Acajutiba pede ao Tribunal de Justiça da Bahia que a Comarca do município não seja desativada

697 0
697 0

Estudo do Tribunal de Justiça da Bahia pode fechar comarcas e mobiliza órgãos e população contrários a extinção de unidades. Conforme a OAB, o estado da Bahia tem um déficit de 230 juízes e 25 mil servidores. Cidades fazem audiências e moradores vão às ruas contra desativação, que pode atingir até 100 unidades.

A possibilidade de desativação de comarcas na Bahia pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJ-BA) tem gerado polêmica, mobilizado órgãos públicos contrários à medida e levado dezenas de moradores de cidades do interior às ruas para protestar. O fechamento das unidades, sobretudo em pequenas cidades do estado, vem sendo estudado pelo Tribunal, entre outros fatores, em razão da dificuldade orçamentária enfrentada pela Corte.

O município de Acajutiba vem demonstrando grande preocupação em relação a desativação da sua Comarca. O Prefeito Alex Freitas (PMDB), esteve reunido no último dia (12/06) em Salvador, acompanhado do Deputado Vitor Bonfim, em busca de solução para que a Comarca de Acajutiba não seja desativada. Na oportunidade, o prefeito entregou à Presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, a desembargadora Maria do Socorro, um ofício solicitando uma atenção especial ao caso.

Segundo o prefeito, a desativação da Comarca de Acajutiba atingiria diretamente milhares de cidadãos, que teriam que se deslocar até a cidade de Esplanada para ter acesso aos serviços. “Estamos buscando apoio e alternativas para evitar que o município tenha essa perda”. Finalizou o prefeito.

Fonte: EsplanadaAgora
Compartilhe
In this article

Join the Conversation

+
+