Prefeitura de Alagoinhas termina contrato com a Qualiserv. Nova empresa é contratada em caráter emergencial

2308 0
2308 0

Chega ao fim a celeuma envolvendo a empresa Qualiserv e a Prefeitura Municipal de Alagoinhas.

Após várias reuniões a Prefeitura decidiu não prorrogar a permanência da empresa na prestação de serviço de intermediação de mão de obra por mais 2 meses como alguns esperavam.

Em entrevista ao Programa Primeira Mão, da rádio 95,7 FM de Alagoinhas, o procurador Geral do Município, James Gautero, explicou a situação. Segundo ele, ficou acordado que a Prefeitura pagaria parceladamente a nota pendente com a Qualiserv.

Na primeira parcela será disponibilizada a quantia necessária para que a empresa pague o salário do mês de setembro aos funcionários, que está em atraso. Após a Qualiserv comprovar o pagamento dos salários, a Prefeitura disponibilizará os recursos para que sejam pagas as verbas rescisórias e o pagamento de outros direitos trabalhistas.

Uma nova empresa assume em caráter emergencial o serviço. Trata-se da ROD TRANSPORTE E SERVIÇOS EIRELI-ME. O valor do contrato firmado pela prefeitura é de R$3.581.473,80, válido por 90 dias, tempo que a administração municipal julga necessário para a contratação definitiva de uma nova empresa através de processo licitatório.

Ainda segundo o procurador, a empresa, devido ao caráter emergencial de contratação, poderá contratar no máximo 420 funcionários. Ontem(10), em entrevista ao programa Primeira Mão, o sócio-proprietário da Qualiserv, Fernando Santa Rosa afirmou que a empresa possuía 450 funcionários. Por isso, infelizmente, é esperado que pelo menos 30 funcionários sejam dispensados.

A Prefeitura de Alagoinhas, segundo Gautero, recomendou a nova prestadora de serviço que aproveite a mão-de-obra já utilizada pela Qualiserv, mas afirmou que essa é uma decisão discricionária da nova empresa.

Por Caio Pimenta para o News Infoco

 

Compartilhe
In this article

Join the Conversation

+
+