Fábrica da PKG em Alagoinhas deve iniciar operação comercial em dezembro

3266 0
3266 0

Após reunião realizada na manhã dessa terça-feira, 07, na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDE) o ex-prefeito de Alagoinhas, Paulo Cezar, levou o gerente administrativo da PKG, Nilton Azevedo, para uma reunião com o secretário Jaques Wagner. Na pauta, intervenções estruturantes para que a unidade comece a produzir já em dezembro. “Nós como governo queremos uma solução. E vamos dar. Já entrei em contato com o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, e com representantes da Coelba para dar agilidade a esses pleitos. Queremos o desenvolvimento de Alagoinhas e da Bahia com a geração de emprego e renda. Esse é nosso papel como gestores públicos”, pontuou o secretário da SDE, Jaques Wagner.

O ex-prefeito de Alagoinhas e atual diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), Paulo Cezar, que provocou o encontro, ressaltou que essas intervenções são fundamentais para que mais uma indústria fortaleça o polo de bebidas no município e garanta que mais de 150 empregos sejam criados. “Desde a chegada da PKG em Alagoinhas que deixamos tudo sinalizado, dentro dos parâmetros legais. Infelizmente, a Prefeitura de Alagoinhas não vem cumprindo com o termo que deixei assinado, que era exatamente essa contrapartida (infraestrutura). Mas, a fábrica está pronta e precisa começar a operacionalizar. Muito mais do que isso, gerar emprego e renda para o nosso povo e, consequentemente, o desenvolvimento da Bahia”.

“Essa minha inquietação é para ver uma Alagoinhas e região cada vez mais crescente e a Bahia cada vez melhor. E esse é o pensamento do Governador, Rui Costa. Por isso, sempre que for para lutar pelos interesses dos baianos vou trabalhar para que essas ações aconteçam”, finalizou.

Questões como o abastecimento de água para a unidade também esteve em pauta.

PKG Brasil

A PKG do Brasil, indústria brasileira com foco na produção de embalagens, se prepara para a produção de Rolhas Metálicas, Tampas Plásticas e Pré-Formas PET, para atender o seguimento de alimentos e bebidas. Segundo o representante da PKG, Nilton Azevedo, a reunião foi bastante produtiva.

“Feliz em ver a proatividade desses dois grandes gestores. Quem sabe faz à hora, não espera acontecer. Tanto Jaques Wagner como Paulo Cezar estão sempre solícitos e empenhados em colaborar com o desenvolvimento da Bahia. As nossas prioridades rede elétrica e infraestrutura (pavimentação) saem dessa reunião com uma sinalização bastante positiva. Estamos com quase tudo pronto, já em fase de teste, e o nosso objetivo é que em dezembro a gente já esteja operando comercialmente”, enfatizou.

fonte: Ascom Paulo Cezar
Compartilhe
In this article

Join the Conversation

+
+