CES 2018: O que esperar do maior evento de tecnologia do ano

26 0
26 0

Durante a próxima semana a cidade de Las Vegas será palco para milhares de empresas de tecnologia que veem na CES (Consumer Electronics Show) a oportunidade para lançar novos gadgets, soluções para problemas que você pode ainda não reconhecer e tecnologias emergentes que irão pautar o futuro da mobilidade, das cidades, das casas e, claro, sua ansiedade por consumir novas formas de conexão e entretenimento. O maior evento de tecnologia do ano – sua programação começa na segunda-feira (8) e vai até a sexta-feira (12) – costuma dar o tom para a próxima geração de dispositivos eletrônicos.

Nós do IDG Now! estaremos de perto acompanhando os lançamentos, mas já adiantamos alguns dos principais temas que serão abordados na feira. Espere para ver novos e atualizados representantes na área de carros elétricos e autônomos, televisores chamativos, computadores pessoais conectados e soluções com foco em realidade aumentada. A seguir, nossas apostas do que deve ser visto em meio ao deserto de Nevada.

Casas inteligentes

Há alguns anos a indústria de tecnologia tem apresentado gadgets para integrar a sua casa com o seu smartphone, tendo evoluído de câmeras de segurança para termostatos e campainhas inteligentes a alto falantes ativados por voz, como o Amazon Echo e o Google Home. O tema, assim como na edição anterior, deve dominar a CES neste ano, tendo em vista a popularidade destes dois últimos dispositivos. A Google, inclusive, conta com espaço cativo no evento, algo que não é tradicional à empresa de Mountain View. Um estande dedicado ao Google Assistant no evento dá indícios das ambições da companhia para o seu serviço de assistente pessoal.

A LG já se adiantou e anunciou nesta semana o que lançará na CES 2018: um alto falante batizado de ThinQ, habilitado com o Google Assistente e cuja interface também  estará presente nas novas linha de smart TVs com OLED e super UHD. Também esperamos produtos de outros expositores com integração com a Alexa, a assistente do Google e o mais novo colega da categoria, o Bixby, assistente virtual lançado pela Samsung no ano passado. 

Mobilidade 

 

Carros ganharam espaço na CES nos últimos anos, apesar de tradicionalmente não serem considerados eletrônicos para o consumidor final. Mas a medida que eles se tornam inteligentes, elétricos e autônomos, marcas como Toyota, Honda e Ford têm sua presença justificada. O CEO da Ford, Jim Hackett, é um dos keynotes de destaque neste ano. Também esperamos companhias de mobilidade com soluções focadas no transporte individual e ecologicamente correto. Pense aqui em skates e scooters elétricas. O futuro da mobilidade certamente tem sido pautado pelos carros autônomos e a edição deste ano deixa claro que está atenta para isso com uma série de keynotes dedicados a mapear os próximos anos da tecnologia. Startups também devem apresentar soluções que tornem a direção autônoma, inteligente, segura e mais acessível. 

TVs

As televisões do futuro sempre tiveram um espaço garantido e generoso na CES. Grandes representantes da indústria escolhem a feira para lançar suas melhores e mais finas telas. No ano passado, a Sony nos surpreendeu com a Sony Bravia XBR65A1E. Este ano, a LG anunciou que mostrará sua TV OLED de 88 polegadas que oferece uma impressionante resolução de 8K. Esperamos para ver se a Panasonic, a Samsung, a Sony e outros dos principais fabricantes de TV seguirão o exemplo. Outras expectativas em relação às discussões envolvendo televisores na CES devem atravessar uma disputa de quem entrega a melhor qualidade de imagem: HDR (alto alcance dinâmico na forma de Dolby Vision, HDR10+ e outros formatos) ou HFR (alta taxa de quadros ou taxas de atualização de 240Hz) e a batalha entre OLED vs LCD com pontos quânticos.

Computadores pessoais

A edição deste ano da CES deve reservar algumas manchetes na área da computação pessoal. E neste nicho, um tema deve sobressair: PCs conectados. Em dezembro último, a HP e a ASUS apresentaram laptops alimentados com o Windows 10S e o novo Snapdragon 835. Esses aparelhos também contarão com modems LTE, mostrando uma tendência que aponta que smartphones e laptops se tornarão um só. A exemplo do lançamento do Acer Predator 21 X na CES 2017 – um robusto laptop com tela curva, duas placas GeForce GTX 1080, disco rígido de 1 TB e que custa US$ 9 mil, esperamos também um PC, digamos, monstruoso. 

Realidade Aumentada 

Apesar das fortes apostas da indústria em dispositivos de realidade virtual nos últimos cinco anos, a tecnologia ainda não se popularizou da forma esperada. Mas nem por isso dispositivos e soluções para o nicho deixaram de aquecer o mercado. Neste ano, a realidade virtual deve manter os visitantes da CES boquiabertos e com certo torcicolo, há keynotes dedicados ao tema e a expectativa é que a Lenovo, que conseguiu aprovação da FCC para um novo headset, apresente algo na CES. Há também a possibilidade do Google Daydream ter um grande destaque na feira. 

Mas a aposta deste ano parece reservar mais luz à realidade aumentada, com a indústria e suas diferentes verticais encontrando um propósito mais certeiro na tecnologia. Em um passado recente, tivemos a febre do Pokemon Go, a Apple lançou seu kit de AR para desenvolvedores, sem falar na ascensão da visão computacional em smartphones e aplicativos como o Instagram, Facebook e Snapchat que têm conquistado a disposição de seus usuários para acrescentar filtros animados dos mais variados tipos.

A CES 2018 acontece na próxima semana e nós do IDG Now! estaremos de perto acompanhando o maior evento de tecnologia do ano. Acompanhe-nos por aqui e nas redes sociais (Facebook e Twitter) para mais atualizações.

Fonte:Idgnow
Compartilhe
In this article

Join the Conversation

+
+