Fiéis lotam Colina Sagrada na primeira sexta-feira do ano no Bonfim

27 0
27 0

Depois que chegou por aqui trazida por escravos e portugueses, deu conta de se espalhar por todo o território baiano. Até hoje ainda resiste, mesmo que a duras penas – alguns reclamam que as festas religiosas estão minguando. Mas a fé ainda move, agita e dá sentido a esse povo. Nesta sexta-feira (5), a primeira do ano, baianos se juntam aos turistas que aqui chegam para dar início, de forma simbólica, aos festejos religiosos que se estendem durante todo o ano.

Os fiéis chegam ao Bonfim nas primeiras horas da manhã para as missas que acontecem de hora em hora até às 18h. Nesta sexta também tem novena, às 19h, dentro da programação dos festejos ao Senhor do Bonfim – o dia dedicado ao santo é dia 14. Antes, na quinta, ocorrerá a tradicional lavagem.

A subida para chegar até à Basílica Santuário Senhor do Bonfim exige do fiel um pequeno esforço já que, até chegar lá, é preciso encarar uma ladeira trabalhosa. Embaixo de um sol de 33°C – marca um termômetro ali próximo – a caminhada fica mais intensa. Mas já é um aquecimento do que estar por vir no dia da lavagem, próximo dia 11. 

 

A aposentada Eunice Santos Lima, 81 anos, chegou cedinho à basílica. Subiu as escadas com dificuldade, mas sem reclamar. Passou minutos no gradil amarrando oito fitinhas como forma de agradecimento pela saúde de seus familiares: seis filhos e dois netos.

“Só agradecer por todos estarem vivos, com saúde. Essa subida eu já estou acostumada, sou uma senhora ativa, costuro até hoje”, conta Eunice.

A pouco metros dali, o funcionário público Carlos Alberto Sousa, 57 anos, estava envolto em silêncio. Um momento só dele: de agradecimento pela saúde da família e por ter voltado ao catolicismo depois de passar cinco anos requentando uma igreja evangélica.

Celebrações
Enquanto uma missa é celebrada dentro da basílica, uma outra acontece simultaneamente do lado de fora. A campal é a que reúne mais fiéis. Já nos corredores da basílicas, fiéis escrevem pedidos que são depositados em urnas espalhadas por todo o lugar. Outros vão até a sacristia receber a benção da água. 

A aposentada Raimunda de Assis, 62, escreveu em letras garrafais aquilo que mais deseja para o novo ano. O seu filho de 35 anos precisa de um transplante de um rim para continuar vivendo. O doador ele já tem: a sua irmã. Mas a aposentada quer mesmo é que Deus interceda por ele na mesa de cirurgia.

“A hemodiálise é um tratamento doloroso, quero que meu filho para de sofrer. É o meu pedido, além de muita paz e saúde para todos nós”. Se tudo ocorrer bem, ele deve se submeter ao procedimento ainda esse ano.

A aposentada não se esqueceu de rogar pelas almas de seus vizinhos que se foram, no ano passado – alguns mortos ainda jovens e de forma violenta. “Que deus os recebam. Só na minha rua foram 20. A maioria foram jovens envolvidos [crime] que foram assassinados”, contou ela.

Sincretismo 
As badaladas do sino da basílica anunciou, às 10h, que uma das imagens do Senhor do Bonfim cortaria a missa campal até chegar ao palco montado do lado de fora do templo. Nesse momento, os fiéis levantaram a mão para receber a benção do santo. 

Aqueles que carregam Oxalá como Orixá de frente recebe os espamos assim que a música em homenagem ao santo é entoada. Mãe Janete D’Oyá, nascida e criado no bairro explica. “A maior representação dentro do candombé é Oxalá e ele é, no catolicismo, Senhor do Bonfim. Abaixo de Deus é ele quem reina. Então, é claro, que as pessoas ficam abaladas. Em alguns casos, ele até pega”, explica Mãe Janete.

A programação começou logo cedo, às 5h, com a primeira missa. Às 6h, o bispo auxiliar dom Gilson Andrade iniciou a segunda celebração, seguidas por outras às 7h, 8h, 9h, 10h, 11h e 12h. À tarde, as missas ocorrem nos seguintes horários 13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h. 

Confira programação completa dos festejos para Senhor do Bonfim:

6 de janeiro (sábado)
14h30 – Concentração dos membros do Apostolado da Oração, encerrando com missa às 17h.
19h – Novena – 3º Sub-tema: O amado Jesus, Senhor do Bonfim, é o Emanuel, Deus conosco (Mt 1, 18-25).
Peregrinação dos paroquianos pertencentes à Forania 2.
 
7 de janeiro (domingo)
Missas nos horários normais – 6h, 7h30, 9h, 11h, 15h e 17h.     
7h30 – Missa Solene do Santíssimo Sacramento presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Marco Eugênio Galrão Leite de Almeida.
19h – Novena – 4º Sub-tema: O amado Jesus, Senhor do Bonfim, é o Cordeiro de Deus (Jo 1, 29-34). 
 
8 de janeiro (segunda-feira)
14h – Concentração dos Enfermos com oração e adoração ao Santíssimo Sacramento, concluindo com missa às 15h, presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Gilson Andrade da Silva.
19h – Novena – 5º Sub-tema: O amado Jesus, Senhor do Bonfim, é o caminho, a verdade e a vida (Jo 14, 1-7). 
Peregrinação dos paroquianos pertencentes à Forania 6.
 
9 de janeiro (terça-feira)
14h – Concentração dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística para uma tarde de oração e adoração ao Santíssimo Sacramento, encerrando com a Missa, às 17h.
19h – Novena – 6º Sub-tema: O amado Jesus, Senhor do Bonfim, é a porta das ovelhas e o Bom Pastor (Jo 10, 11).
Peregrinação dos paroquianos pertencentes à Forania 3.
 
10 de janeiro (quarta-feira)
19h – Novena – 7º Sub- tema:  O amado Jesus, Senhor do Bonfim, é a ressurreição e a vida (Jo 11, 17-26).
Peregrinação dos paroquianos pertencentes à Forania 5.
 
11 de janeiro (quinta-feira)
Tradicional Lavagem do Adro da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim
8h – Saída da 5ª Caminhada da Conceição da Praia – Comércio (Lavagem de Corpo e Alma).
Lema: Banhando a cidade do Salvador de solidariedade e paz.
9h – Show de músicas religiosas no adro da Igreja do Bonfim, preparando o público para o momento da bênção.
12h – Acolhida às baianas pelos membros da Irmandade – Devoção do Senhor do Bonfim e entrega das vassouras para Lavagem do Adro da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim.
Após o ritual da lavagem, a Imagem Peregrina do Senhor do Bonfim ficará próxima à porta principal da Basílica Santuário para veneração pública dos fiéis até às 18h.
 
12 de janeiro (sexta-feira)
19h – Novena – 8º Sub-tema: O amado Jesus, Senhor do Bonfim, é o Filho do Deus vivo (Mt 16, 13-20).
Peregrinação dos paroquianos das paróquias que pertencem à Forania 9.
De 13 a 16 – Visita da Imagem Jubilar de Nossa Senhora Aparecida à nossa Basílica Santuário.
 
13 de janeiro (sábado)
17h – Missa com a participação especial das crianças.
19h – Novena – 9º Sub-tema: O amado Jesus, Senhor do Bonfim, é realmente o Filho de Deus (Lc 23, 44-47).
Peregrinação dos paroquianos pertencentes à Forania 1.

14 de janeiro (domingo)
Não haverá celebração de batizados
5h – Alvorada.
Missas: 5h, 6h, 7h30 e 15h
9h – Laudes
10h – Missa Solene presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, scj.
No fim da Missa, o Arcebispo Metropolitano dará pela primeira vez a Bênção Apostólica, com Indulgência Plenária.
16h – Grande procissão dos três pedidos com a participação de várias imagens do Bom Jesus, demonstrando algumas devoções do povo baiano. Local de saída: Igreja dos Mares.
Na chegada à Colina serão três voltas em torno da Basílica Santuário, fazendo os três pedidos.  Encerramento com bênção do Santíssimo Sacramento e queima de fogos de artifício.

Fonte:Correiodabahia
Compartilhe
In this article

Join the Conversation

+
+