Desmistificando o precatório pago à familia Azi – Por Dr. Hugo Azi

2
Hugo Azi

Um pequeno neófito resolveu escrever sobre o fim do precatório pago aos HERDEIROS do Sr. José da Silva Azi. E, sem mentir nem inventar, o que é difícil para o referido blogueiro, explicitou os valores pagos ao longo de 20 (vinte) anos e sua grande quantia. No entanto, o objetivo de quem escreveu e de quem expôs tais documentos não é de informar a população alagoinhense. Tais aloprados pretendem pôr na conta dos familiares a não construção da UPA de Santa Terezinha e a manutenção dela.

Primeiro precisamos esclarecer que a administração Joaquim Neto é um desastre na saúde pública. O prefeito que foi eleito com a bandeira da saúde tem, por ano, aproximadamente R$ 397 milhões (trezentos e noventa e sete milhões de reais). Por mês, a prefeitura arrecada, aproximadamente, R$ 33 milhões (trinta e três milhões de reais). Ou seja, o pagamento mensal aos herdeiros de José da Silva Azi é de menos de 1% (um por cento) da arrecadação mensal da prefeitura.

Agora, caros leitores, vamos expor o que levou ao pagamento desses precatórios ao Sr. Zequinha Azi.

Imagine os Senhores ou Senhoras estarem em sua residência sem qualquer dívida ou pendência com a prefeitura ou qualquer ente da federação, sem dever nenhum tributo nem a ninguém, e a prefeitura, sem pagar nada, sem nem pedir “por favor”, desapropria sua casa e diz para tomar as providencias cabíveis. O QUE OS SENHORES FARIAM?

Acredito que tomariam as providencias cabíveis e ingressariam com uma ação contra a prefeitura. POIS FOI EXATAMENTE O QUE ACONTECEU A MAIS DE 25 (VINTE E CINCO) ANOS. O próprio Zé Azi entrou com uma ação e, após passar por todas as instâncias do Judiciário, tendo o município prerrogativas diferenciadas ao seu favor, e o falecimento do mesmo, os herdeiros continuaram a batalha do recebimento do que ele fazia jus em vida.

Assim, tal pagamento virou Precatório e vem sendo pago pelas gestões de Joseildo Ramos (final de gestão), Paulo Cézar e Joaquim Neto.

Pronto. Já esclarecido a questão do precatório, precisamos contar a história do TRAIDOR Sr. Prefeito Joaquim Neto.

O Sr. Joaquim, hoje prefeito, na campanha eleitoral, sempre pediu guarida aos mesmos herdeiros que hoje ele sorrateiramente ataca. Eu mesmo presenciei um destes herdeiros, Haroldo Azi, conceder seu próprio escritório pessoal para o Joaquim receber seus prováveis eleitores e colaboradores. Com relação a família, O Sr. Joaquim necessitou do apoio do Dep. Paulo Azi e do seu antigo secretário Harnoldo Azi para poder disputar as eleições e ter chances de vitória. INFELIZMENTE, ESSE TRAIDOR CONSEGUIU A VITÓRIA.

Em entrevista no Programa Primeira Mão, o Prefeito afirmou que a saúde da cidade não ia bem pelo fato da família Azi “levar” o dinheiro da prefeitura. E compelido pelo herdeiro-entrevistador, Haroldo Azi, ele reafirmou o que disse. Agora, por obra do acaso, vem esse texto fétido de uma blogueiro da cidade.

A família Azi sempre esteve presente em Alagoinhas. O próprio José Azi sempre ganhou seu sustento daqui e sempre reinvestiu seu dinheiro aqui. Nunca se ausentou a morar em qualquer outra cidade. NÃO SEJA ECONÔMICO COM A VERDADE, SR. PREFEITO! Diga ao povo o quanto o Sr. é mendicante com a administração pública. Não jogue na conta dos outros seu arruinamento político.

Peço perdão ao povo de Alagoinhas não pelo fato do meu pai e dos meus tios irem ao Judiciário para receber a indenização da qual o meu avó merecia, mas sim pelo fato da minha família ter confiado em campanha a esse Prefeito fajuto e que não respeita nem aqueles que o ajudaram, muito menos a memória dos que já foram.

Peço perdão em nome da minha família que sempre esteve presente na cidade colaborando com a administração pública. Que sempre investiu e acreditou no desenvolvimento de Alagoinhas. E, em uma aposta nefasta, acreditou nesse governo incompetente.

Por fim, PEÇO PERDÃO AO POVO DE ALAGOINHAS!

Hugo Azi é advogado formado pela faculdade Ruy Barbosa, Pós-graduado em Direito Empresarial pela FGV/SP, sócio do escritório Carlos Andrade Advogados Associados e colunista do site News Infoco

2 respostas para “Desmistificando o precatório pago à familia Azi – Por Dr. Hugo Azi”

  1. Estão doidinhos porque o prefeito rompeu com eles. Acham que podem mandar na cidade. O prefeito fez a coisa certa. Se eu soubesse que ele iria fazer isso, teria votado nele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *