Prefeito Joaquim Neto investe em obras estruturantes, mas saúde continua sendo o Calcanhar de Aquiles de seu governo – Por Caio Pimenta

0
Caio Pimenta

Após 2 anos e cinco meses de governo, enfrentando diversos questionamentos sobre a utilização dos recursos da CAF e de investimentos com recursos próprios, o prefeito Joaquim Neto nos últimos dias decidiu arregaçar as mangas e assinar uma série de ordens de serviço para inicio de obras pela cidade.

Promoveu a assinatura da ordem de serviço da tão esperada macrodrenagem da Cavada, assinou a ordem de serviço para o incio da segunda etapa das obras de requalificação na Rua 8 de Dezembro e 12 vias das adjacências, no bairro Alagoinhas Velha, este no dia do aniversário do próprio prefeito. Domingo passado entregou uma ambulancia que ficará a serviço do posto de saúde do povoado de Portões, na localidade do Ponto do Beijú e nesta última quinta-feira(02) anunciou o inicio da segunda etapa de obras no 2 de Julho, Jambreiro, Alagoinhas IV e Jardim Petrolar. Para completar, amanhã(06) o prefeito assinará a ordem de serviço para construção de uma nova célula no aterro sanitário. É obra nos quatro cantos da cidade.

Porém, se por um lado o prefeito tem se esforçado para deixar obras pela cidade, como a requalificação da praça Ruy Barbosa, o terminal de ônibus, entre outros, por outro lado a saúde no municipio vai de mal a pior. E isso para um prefeito que é médico tem o seu efeito potencializado a ponto de aniquilar quase que totalmente quaisquer tipo de ação positiva em outras áreas, inclusive infraestrutura.

Há muito tempo venho afirmando em meus artigos aqui neste site News Infoco e nos meus comentários durante o Programa Primeira Mão que vai ao ar todas as manhãs, de segunda a sexta-feira na 95 FM, que o calcanhar de áquiles do governo Joaquim Neto continua sendo a saúde. Não que outras areas sejam também merecedores de críticas, como a atuação pífia que a Procuradoria Juridica do municipio vem tendo desde o inicio da gestão Joaquim. Mas a saúde deveria ser a preocupação número 1 do prefeito. E se o é no momento, não parece.

No inicio deste artigo citei diversas obras iniciadas pela prefeitura, pois bem, toda essa agenda positiva foi abalada pela noticia da devolução de mais de 500 mil reais feita pela ASM aos cofres da prefeitura, o que comprovou irregularidades no pagamento de 1,6 milhões efetuado pela SESAU à empresa por serviços que ela não prestou. É a SESAU mais uma vez sendo palco de um revés para um governo que vem tendo problemas de aprovação junto a população.

Durante o programa Primeira Mão, ouvimos diariamente reclamações recorrentes da população, desde a falta de médicos e materiais básicos nos postos, a denuncias de filas que varam pela madrugada de quem busca de um atendimento nos postos de saúde do município. A maternidade também volta e meia é alvo de críticas dos ouvintes. É o povo clamando por mudanças nesta área tao sensível.

No dia 10 de maio, o prefeito Joaquim Neto assinará sua filiação ao PSD, comandado na Bahia pelo também médico, senador Otto Alencar. Serão dois médicos, duas figuras de grande peso, no centro das atenções da politica alagoinhense e sobretudo da administração municipal. Se os problemas na saúde do municipio não forem enfrentados de frente pela gestão municipal, entrega de obras de nada valerão.

O povo alagoinhense quer remédio nos postos, o povo alagoinhense clama por dignidade no atendimento. Quer ir no posto e encontrar o médico e uma equipe de enfermeiros pronto para atende-lo como se se deve. O prefeito Joaquim, que é médico, precisa dar uma resposta urgente a esta demanda tão cara à população do municipio.

*Caio Pimenta é produtor do Programa Primeira Mão, da rádio 95,7 FM de Alagoinhas, além de ser editor-chefe do site News Infoco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *