Câmara de Inhambupe aprova PL que autoriza prefeitura contrair empréstimo de R$ 4 milhões

0
foto: RL News

A Câmara Municipal de Inhambupe aprovou por unanimidade na noite desta terça-feira(14) um projeto de lei de autoria do executivo que permite a prefeitura contrair um empréstimo de R$4 milhões junto à Caixa. De acordo com o prefeito Nena, estes recursos serão utilizados para construção de uma quadra poliesportiva, de uma praça e em obras de esgotamento sanitário e pavimentação tendo como beneficiaria a comunidade do Novo Inhambupe.

O prefeito Nena, que esteve presente na sessão, agradeceu a votação. ”Muitos diziam que alguns(vereadores) não votariam, mas eu sabia que seria aprovado, pois o povo de Inhambupe merece. Os 13 vereadores aprovaram e eu agradeço em nome do povo do Novo Inhambupe e vocês sabem que eles merecem. Este presente ao Novo Inhambupe, não é do prefeito nem dos vereadores, é de Deus que me iluminou a melhorar a qualidade de vida deles.”, disse.

Apesar da comemoração dos governistas, a permissão da Casa Legislativa para que a prefeitura contraia mais um empréstimo preocupa. Isso, porque para ter direito ao empréstimo a prefeitura de Inhambupe colocará como garantia o repasse ao qual tem direito do Fundo de Participação dos Municipios(FPM), sua principal fonte de renda, o que deve comprometer os orçamentos futuros.

Inhambupe passa por uma crise financeira grave, externada por medidas drásticas tomadas pelo prefeitura desde o primeiro ano de governo Nena. No final de 2018 para fechar as contas da prefeitura, Nena publicou um decreto exonerando todos os funcionários em cargo comissionado do município, readmitindo-os apenas no exercicio do ano subsequente. O 1/3 de férias dos professores também foi pago com atraso. No final do mês de abril deste ano, o prefeito publicou um decreto de contingenciamento de recursos, além de suspender a concessão de licenças prêmios aos servidores até o fim do ano, alegando dificuldades financeiras.

Professores em contato com o News Infoco também afirmam que Nena desde que assumiu a prefeitura não pagou o quinquênio devido aos servidores, e que este ano ainda não deu o reajuste referente ao piso nacional dos professores. Além disso, lideres políticos de oposição denunciam falta de medicamentos nos postos de saúde, além de fechamento de escolas municipais, principalmente da zona rural, como forma de contenção de despesas.

É nesse ambiente de evidente crise financeira/administrativa que os vereadores de Inhambupe, em sua totalidade, autorizaram a prefeitura a contrair um empréstimo de R$4 milhões que começará a ser pago dentro de 2 anos.

Por Caio Pimenta para o News Infoco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *