O PT e o governador Rui Costa não merecem os votos de Alagoinhas – Por Hugo Azi

0
Hugo Azi

Na última eleição para o executivo estadual, aqui em Alagoinhas, o atual governador, reeleito, Rui Costa (PT) teve 63,79% dos votos válidos, equivalente a 42.666 votos dos eleitores de nossa cidade. O seu representante eleitoral, ex-deputado Joseildo Ramos, candidato a deputado federal, teve uma votação notória com 32,11% dos votos válidos, equivalente a 21.916 votos junto com Radiovaldo Costa, candidato a deputado estadual, que obteve 23,39% dos votos válidos, equivalente a 16.225 votos.

Não tenho dúvidas que os representantes do Partido dos Trabalhadores foram os grandes vitoriosos da última eleição em 2018. Só para ter uma ideia, a diferença de Radiovaldo para Paulo Cézar foi somente de 1.401 votos. Antes do dia da votação tal comparação era improvável e praticamente impossível.

É inegável a confiança que o eleitor alagoinhense depositou no governador Rui Costa. Escolheu reeleger seu cargo executivo e ainda potencializou ao máximo os votos de seus representantes legislativos na cidade.

No entanto, os números da gestão Rui Costa em Alagoinhas são inversamente proporcionais a confiança destinada a ele!

Segundo dados do Atlas da Violência 2018 divulgado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Alagoinhas tem taxa de 81,1 assassinatos por 100 mil habitantes alcançando o ranking de 53º cidade mais violenta do país. A pesquisa faz mapeamento das mortes violentas em municípios com mais de 100 mil habitantes. Quando são observadas as mortes de jovens em geral, sem distinção por gênero, a Bahia ainda tem números maiores do que a média nacional: 114,3 contra 65,5 para cada 100 mil habitantes.

Na educação, Alagoinhas anda pior, a nota do IDEB – Anos finais do ensino fundamental (Rede pública) é 3,1. Comparando a outros municípios: No país, de 5570 municípios avaliados, nossa cidade é a 5085º. No estado, dos 417 municípios avaliados, nossa cidade é a 280º. A Bahia tem a nota de 3,4. Comparando a outros estados de 27, nosso estado é o 25º.

A Organização das Nações Unidas (ONU), por meio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), desenvolveu uma medida para estabelecer a qualidade de vida de uma determinada população (cidade, estado, país), que foi denominada Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Essa média varia de 0 a 1, sendo que quanto mais próximas de 1, maior o IDH de um local. O nosso estado ocupa o 19° lugar (Bahia: 0,742) entre 27 estados. Perdemos para 12° Amapá: 0,780.; 13° Amazonas: 0,780.; 14° Rondônia: 0,756.; 15° Tocantins: 0,756.; 16° Pará: 0,755.; 17° Acre: 0,751; 18° Roraima: 0,750 e por ai vai!

Rui Costa merece os votos de Alagoinhas?

Podemos estender nossa conversa para o Hospital Dantas Bião; para a humilhação da falta de rabecão na cidade; para a violência que só cresce; para falta de investimento em infraestrutura etc.

Inúmeras são as incompetências do governador aqui em nossa cidade. A confiança depositada não faz jus ao trabalho do governo e só quem sofre é o povo de Alagoinhas que mendiga por saúde, educação e segurança;

Mas, já que estamos falando de confiança, peço licença para recitar Camões:

“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,

Muda-se o ser, muda-se a confiança;

Todo o mundo é composto de mudança,

Tomando sempre novas qualidades.”

E como disse T. S. Eliot dramaturgo e crítico literário inglês em seu poema “Coros da Rocha”:

“Todo homem ao seu trabalho”

PORTANTO, MAIS CIDADANIA E MENOS PROPAGANDA!

Hugo Azi é advogado formado pela faculdade Ruy Barbosa, Pós-graduado em Direito Empresarial pela FGV/SP, membro da comissão de Direito Empresaria da OAB/BA e do Instituto Brasileiro de Recuperação de Empresas, além de ser colunista do site News Infoco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *