Vereadores acusam governo Joaquim Neto de não executar recursos das emendas impositivas

0
Joaquim Neto

Os vereadores, tanto da base quanto da oposição, prometem não discutir a Lei de Diretrizes Orçamentárias – LOA – de 2020 enquanto o prefeito Joaquim Neto não cumprir o Orçamento Impositivo de 2019. Os edis se queixam do não atendimento a suas emendas. A situação dos opositores é ainda mais adversa. Um exemplo emblemático quanto às emendas represadas do orçamento impositivo diz respeito a ONG Anjo de Quatro Patas que espera por R$ 77 mil, garantidos no orçamento de 2019, através de emendas destinadas pelos mandatos dos vereadores João Henrique Paolilo e Luciano Almeida. A entidade recolhe animais de rua – cães e gatos –, alimentando-os e cuidando da precária saúde destes.

Zona Azul e estacionamento em ângulo – Um assunto também relevante, discutido pelos vereadores, refere-se ao estacionamento realizado em ângulo, na Praça Rui Barbosa, que desvirtua o sentido de expansão da área de tráfego, motivação maior do projeto do binário. Dentro desse tema, também se falou da caixa preta da Zona Azul. Caio Pimenta garantiu que ninguém sabe para onde vai esse recurso, que parece bastante significativo. Interessante que a gestão Joaquim Neto é considerada uma das mais mais transparente do estado, mas dificulta a divulgação de dados para os vereadores, como se observa por renovadas queixas dos legisladores e fiscalizadores constitucionais da administração pública.

Por Paulo Dias para o News Infoco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *