Pesquisa demonstra desilusão do eleitor com as forças políticas tradicionais de Alagoinhas – Por Caio Pimenta

0
Caio Pimenta

‘ELES NÃO NOS REPRESENTAM!’. Assim poderia ter sido o titulo da matéria do site Bahianoticias que na última terça-feira(29) divulgou o resultado de uma pesquisa eleitoral tendo como objeto a cidade de Alagoinhas. O site preferiu dar uma ‘moral’ ao líder da pesquisa, o ex-prefeito da cidade, Paulo Cezar, que alcançou quase 20% das intenções de votos. Um número bem distante do segundo colocado, o atual prefeito Joaquim Neto que aparece com quase 7%. A pesquisa também trás 3 nomes do PT citados pelo eleitor, o sindicalista Radiovaldo Costa, o deputado federal Joseildo Ramos e o vereador Luciano Sergio.

Valorizo aqui os números da pesquisa espontânea, onde uma pergunta é feita aos entrevistados e não é dada nenhuma alternativa para resposta. Esse tipo de pesquisa ao meu ver tem mais relevância do que a pesquisa estimulada, onde uma lista é passada para os entrevistados escolherem algumas das alternativas com nomes já pré-definidos pelo entrevistador. A pesquisa espontânea é a lembrança do eleitor, é o nome que lhe vem a cabeça quando imagina alguém sentado na cadeira do prefeito e por isso aqui neste artigo darei ênfase a ela.

O resultado foi muito comemorado pelo grupo de Paulo Cezar, que apontou a grande diferença para seus adversários, sendo ele lider inconteste da pesquisa. Os simpatizantes de Joaquim Neto também comemoraram, tanto a segunda colocação isolada, como a diminuição acentuada na rejeição ao seu nome, que na pesquisa estimulada ficou na casa dos 30%. Os petistas também comemoraram pela lembrança do eleitor aos 3 nomes do partido. Eles acreditam que ao se juntarem, o nome escolhido pelo partido, com o apoio dos outros dois, garante a competitividade na disputa. Os outros candidatos citados, sem muita expressão até aqui, também comemoraram pela citação de seus nomes. Quem não teve motivos para comemorar foi o grupo do deputado Paulo Azi, cujo o pré-candidato do DEM, Fabricio Faro, nem sequer foi citado pelos entrevistados. Culpa de seus correligionários que fazem mais força para uma aliança entre Paulo Azi e Paulo Cezar, do que o fortalecimento de seu nome.

Mas notem quanta mediocridade. A pesquisa espontânea demonstrou que 61,3% dos entrevistados não tem candidato. É demonstração inequívoca do grande desprezo que a população nutre pelos políticos locais. Isso é motivo de comemoração?!

Quando se apresenta a pesquisa estimulada, o numero de entrevistados que ainda sim afirma não ter candidato cai para 17,12%, mas se percebe que o candidato Fabricio Faro do DEM, por exemplo, que nem sequer foi citado na pesquisa espontanea, aparece com 4,55% na estimulada. É como se o eleitor dissesse ‘se só tiver esses ai, eu tenho que escolher alguém mesmo, vou votar no menos pior’ e aí escolhe entre as opções.

É uma vergonha para uma cidade do porte de Alagoinhas, se perceber a falência do seu quadro politico. Isso traz desesperança aos alagoinhenses e favorece a ascensão de candidatos populistas, muitas vezes corruptos, que sentem nesse ambiente o momento propicio para se espalhar.

Caio Pimenta é Bacharel em Direito, radialista, comentarista do Programa Primeira Mão da rádio Ouro Negro FM 100,5 FM e rádio 2 de Julho. Ele também é editor-chefe do site News Infoco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *