Bolsonaro diz que não descansará até que América do Sul respire ‘democracia e liberdade’

0

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (30) que não vai descansar enquanto todos os países da América do Sul “não respirarem democracia e liberdade”.

A declaração ocorreu durante a solenidade de entrega das espadas aos novos aspirantes formados na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende, no Rio de Janeiro.

“Militares das nações amigas e, em especial, da América do Sul, nós não descansaremos enquanto todos os países-irmãos não respirarem democracia e liberdade. Que nossos povos não se deixem persuadir ou iludir com as facilidades. A democracia e a liberdade é o nosso oxigênio”, afirmou.

No evento, 414 cadetes que concluíram o 4º ano da AMAN e foram declarados aspirantes a Oficial, primeiro posto da carreira de Oficial Combatente do Exército Brasileiro. Além dos cadetes brasileiros, também recebem a espada de oficial 11 cadetes de “nações amigas”: dois de Angola, um da Guiana, um de Honduras, cinco da Namíbia e dois do Paraguai. “

Em seu discurso, o presidente lembrou de sua formatura na AMAN em 1977 e de outras participações em cerimônias de formação. “No final de 2014, eleições terminadas, por acaso encontrei-me na região da ponte do rio Alambari com a turma que se formava naquele momento. Veio-me a inspiração, uma vontade não sei de onde e assumi um compromisso com aquela turma. Falei que mudaria o destino do Brasil, mas não sozinho”, afirmou. Com informações do Correio Braziliense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *