Dayane Pimentel acusa o governo Bolsonaro de não fazer política limpa e ainda mira o ‘centrão’

0

A deputada federal Dayane Pimentel (PSL) voltou a criticar o governo federal e, por tabela, mirou no ‘centrão’. A guerra foi decretada após a presidente do PSL na Bahia rachar com o presente Jair Bolsonaro por conta do processo de escolha do deputado federal Eduardo Bolsonaro como líder do partido na Câmara.

A parlamentar, que antes se intitulava a porta-voz do presidente na Bahia, criticou a liberação de emendas no valor de R$ 2,2 bi que teriam sido autorizadas após pressão do “centrão”. O grupo teria ameaçado paralisar as votações no Congresso. Ela questiona como fazer política limpa diante de tais gestos.

“O correto é receber emendas por direito, por diálogo, por consequência e não por causa. Tem partido que votou 100% com o governo e não recebeu 10% do que partidos do centrão receberam. Tem emenda que nem chega no propósito final a depender da linha política/ideológica do político”, disparou em suas redes sociais neste sábado. Em entrevista recente ao Política Livre, Pimentel assegurou que continuará votando a favor do que for melhor para o país, apesar da crise com a família Bolsonaro.

Por fim, ela ainda questiona se o centrão comanda o governo. “Ameaças do centrão. Emendas para o centrão. O centrão comanda ou não? Como fazer política limpa no Brasil? Como?”, reforçou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *