Ebulição no PT em relação a Salvador inibiu Rui de manifestar apoio a Bellintani

0
Foto: Felipe Iruatã/ bahia.ba

O clima de ebulição interno no PT com relação à sucessão de Salvador inibiu o governador Rui Costa (PT) a manifestar preferência pelo nome de Guilherme Bellintani para candidato a prefeito em seu grupo, informaram hoje a este Política Livre fontes ligadas ao governo.

Segundo elas, por respeitar o partido, Rui não gostaria de aparecer impondo uma candidatura de dentro para fora no PT, principalmente no momento em que várias lideranças petistas se colocam como pré-candidatas, apesar de, segundo afirmam, muitas saberem que não têm viabilidade eleitoral.

“Rui quer Bellintani mas não deflagrou o processo ainda por causa desse emaranhado interno no PT”, declarou uma das fontes, afirmando que Rui avalia que o presidente do Esporte Clube Bahia representa “uma chance enorme de renovação na política e nos costumes na Bahia”.

Mas, ao mesmo tempo, considera dificílimo externar este ponto de vista sobretudo para um partido que, além de ter vários pré-candidatos, mergulhou numa discussão sobre a importância de uma candidatura negra em Salvador, uma opção que Bellintani não pode atender.

O nome do ex-secretário municipal de Turismo e Educação na gestão de ACM Neto (DEM) voltou a circular na imprensa depois que ele se deixou fotografar, neste final de semana, com o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Josias Gomes, numa feira agropecuária, em Salvador.

Os dois fecharam uma parceria por meio da qual o Bahia vai implantar em seu Centro de Treinamento uma horta comunitária, sob a supervisão da SDR, além de um pomar, em troca de os jogadores entrarem em campo na próxima partida com uma faixa defendendo a agricultura familiar.

Em conversa com o Política Livre, Josias disse que, como havia muitas pessoas na Feira, eles não tiveram a oportunidade de conversar sobre política nem Salvador, mas que continua defendendo o apoio ao seu nome no grupo governista.

Na semana passada, o PT ganhou mais um pré-candidato a prefeito, com o anúncio do ex-ministro Juca Ferreira (Cultura) de que gostaria de submeter seu nome ao partido. Além dele, aparecem como pré-candidatos os deputados Jorge Solla (federal) e Robinson Almeida (estadual), o vereador Moisés Rocha e a socióloga Vilma Reis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *