Matrícula na rede pública municipal de ensino vai até o dia 29 e método educacional de Sobral será implementado em Alagoinhas, garante secretário

0
jean afonso

A Secretaria Municipal de Educação de Alagoinhas está concluindo mais dois processos de matrícula. Do dia 20 a 24 matriculam-se os alunos que estão mudando de unidade, muitos por elevação de nível escolar e de 27 a 29 serão atendidos os estudantes novos, vindos de outros municípios ou que estão iniciando o processo formal de aprendizagem ou seja, que nunca estudaram na rede pública de ensino, segundo a entrevista do secretário, Jean Afonso, ao programa Primeira Mão, nesta quinta-feira, 16. De acordo com Suiane, diretora Pedagógica, a novidade este ano é que todos os estudantes devem estar de posse do CPF, muito por conta do controle mais rígido do Bolsa Família.

Com base nos métodos bem sucedidos do município cearense de Sobral, com maior índice do Ideb em nível nacional, Alagoinhas reforça o Programa Educar para Valer, que fará avaliações para diagnóstico da evolução da aprendizagem, de maneira a saber o desempenho do aluno, da classe e da escola, por meio de um banco de dados sempre atualizado, segundo Keite Lima, subsecretária de Educação. Essas medições servirão de base para a formação continuada dos professores e para a adoção de outras iniciativas. Estagiários estarão sendo disponibilizados para a realização de reforço escolar, visando os alunos que não estão acompanhando o ritmo da turma. O intrigante, semelhante a outras áreas do governo,  é que tudo se anuncia como se estivesse no primeiro ou segundo ano de governo e não em seu término.

O início das aulas acontece dia 05 de fevereiro, um quarta-feira. Dia 03 de fevereiro ocorre a Jornada Pedagógica, com o tema gerador “Formação Leitora – portal de aprendizagem e descobertas.

A Prefeitura de Alagoinhas estará entregando, esse ano, cinco creches, provenientes de verbas do Governo Federal. Em fevereiro, será inaugurada a unidade da Baixa da Candeia. Junto com a do Conjunto Alagoinhas IV, elas receberam um aporte das verbas do município de R$ 1 milhão. As demais estão sendo construídas no Jardim Urupiara, Barreiro e Petrolar. Escolas foram e estão sendo reformadas para o início das aulas, com a limitação das restrições orçamentárias observadas no mês de janeiro. Os reparos e reposições ocorrem em escolas em localidades como Catuzinho, Burí, Boa Vista, Pedra de Cima, Sauípe, Pe Godinho, Tucum, Km19, São Bernardo. Uma unidade em Narandiba foi ampliada e uma outra no Ponto do Beijú tem sua expansão física em andamento.

Por Paulo Dias para o News Infoco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *