Ministério da Economia não desiste de proposta para extinguir municípios

0

Apesar da resistência da classe política, o Ministério da Economia não desistiu de tentar emplacar a medida que propõe a extinção de municípios que dependem de repasses da União para sobreviver. O argumento é que as despesas com as máquinas públicas não se justificam.

Levantamento da pasta mostra que, entre os 30 menores municípios, os gastos com prefeitos, secretários e vereadores é de R$ 20 milhões por ano. Em alguns casos, como em Grupiara (MG), com 1.388 habitantes, há um secretário municipal para 115 moradores. Em SP, a razão é de um para 491.000.

O chanceler argentino, Felipe Solá, atrasou a data da primeira visita ao Brasil para 12 de fevereiro. Antes, irá ao Vaticano, junto com o presidente Alberto Fernández, ver o conterrâneo papa Francisco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *