Aprovação da PEC da Previdência fortalece Leal e PP junto a Rui; PSD perde espaço

0
Nelson Leal

No encontro que teve com deputados para agradecer seu empenho pela aprovação da reforma da Previdência estadual na Assembleia Legislativa, ontem à noite, no Palácio de Ondina, o governador Rui Costa (PT) fez questão de dizer que não esqueceria aqueles que o ajudaram a encerrar o capítulo da PEC, considerado crucial pelo governo.

Dirigindo-se ao presidente do Legislativo, o deputado estadual Nelson Leal (PP), que comandou a sessão e resolveu transferi-la para a Sala de Comissões e votar a reforma logo em dois turnos, depois da invasão do plenário, das agressões de manifestantes e da ameaça com arma de fogo ao deputado Alan Sanches (DEM), Rui afirmou:

– Devo isso a você! Leal foi, desde o princípio, considerado pelos parlamentares o padrinho da aprovação da PEC. Ele não só colocou os 10 deputados do PP em plenário para aprovar a matéria, como mobilizou a base e costurou diretamente com o prefeito ACM Neto (DEM) o apoio da bancada de oposição à proposta.

Em troca do apoio dos oposicionistas na Câmara para votar a reforma da Previdência que pretende fazer no município de Salvador, Neto assegurou ao projeto de Rui dois votos do PSDB e todos os votos do DEM, à exceção do do líder da oposição na Assembleia, deputado Targino Machado, num jogo combinado com o governo por meio de Leal.

Tenso e até perigoso, o resultado da sessão na Assembleia deixou Rui absolutamente feliz. Segundo deputados, o presidente da Assembleia foi recebido com um abraço pelo governador, que é normalmente contido até com os aliados mais próximos.

À exceção do PP, que estava em peso em apoio a Rui na Assembleia, nenhum outro partido da base levou todos os seus deputados para a Casa, inclusive o PSD, do senador Otto Alencar, que, segundo deputados, teria perdido espaço, com o episódio, junto ao governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *