A 4 jogos para o final da fase classificatória, o Atlético de Alagoinhas precisa da vitória sobre o Bahia de Feira para não passar sufoco

0
Arnaldo Lira

O Atlético de Alagoinhas, com uma rodada a menos, deixou a quarta posição para ocupar a sexta colocação na tabela do Campeonato Baiano. Se vencer amanhã o Bahia de Feira, fora de casa, segundo informa o comentarista do programa Primeira Mão, José Gomes, retorna à vice-liderança, ficando confortável na zona de classificação. Se empatar fica estacionado devido ao saldo de gols, mas se perder, começara a fazer contas. Depois desse jogo mais três rodadas se seguem, as duas últimas contra o Bahia e a Jacuipense, que é exatamente o quarto colocado no momento. Fluminense, Atlético e Jacuipense estão em franca disputa para estar NA semi-final da competição. O Bahia de Feira está no calcanhar do Atlético, precisa também vencer para se manter vivo na competição.

Mesmo com apenas um ponto a mais que a Jacuipense e o Fluminense, o Juazeirense é a grande surpresa do campeonato, goleou o próprio time de Feira de Santana, no último domingo, com um placar de 4X2, jogando, óbvio, fora de casa, ocupando a terceira colocação. Está invicto, curiosamente empatou com os líderes e os lanternas do campeonato e ganhou dos seus concorrentes diretos. É o adversário do Atlético no próximo domingo, que dizer, só tem osso daqui pra frente. O Jacuipense enfrenta o Vitória, será uma rodada decisiva, não tenha dúvida, para esses times embolados com oito e nove pontos.

Reninha, filho do jogador Rena e xodó da torcida, terá chance de se firmar na equipe nessa reta final de campeonato, se for decisivo, pode inclusive se consagrar. Ele entra no lugar de Russo, outro excelente jogador, uma opção do novo técnico Arnaldo Lira, sinal de que deve implantar, naturalmente, uma nova filosofia de jogo. O Atlético precisa ser mais resolutivo e, pelo que Lira viu nos treinos, o atleta pode dar mais poder a artilharia ao Carcará. Arnaldo Lira pega o bonde andando, mas teve tempo para realizar treinamentos, tornando menos dramática sua nova estreia pelo clube. No lugar de Carlinhos entra Michel Pires.

Arnaldo Lira assume a equipe pressionado a vencer, porque entrou no lugar de Paulo Sales com a missão de corrigir erros apontados por um grupo de jogadores que provocou a demissão do comando técnico e porque o jogo é fora de casa contra o Bahia de Feira, seu time anterior, isso é uma vantagem. Se o problema era Sales, cabe aos atletas provarem isso em campo. Lira foi responsável pela ascensão do Atlético para a série A do Baiano, em 2018, e pelo terceiro lugar em 2019. Poderia ter continuado na equipe não fosse o calendário reduzido, que força diretoria a demitir o elenco para recontratar um novo time em novembro. A participação na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro série D, mérito de Lira, mudou essa realidade, que se tornará permanente se o clube ficar sempre entre os quatro primeiros no Baiano. Lira poderá começar 2021 no Atlético, a partida de amanhã, na Arena Cajueiro, à 20:30h, será decisiva para isso.

Resultado dos outros jogos da rodada:

Vitoria 1 X 2 Bahia

Fluminense 2 x 4 Juazeirense

Jacuipense 3 X 0 Jacobina

Doce Mel 0X0 Vitória da Conquista

Por Paulo Dias para o News Infoco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *