Prefeitura inicia trabalho de codificação postal em Alagoinhas

0

Encomendas entregues em endereços errados ou devolvidas aos Correios, correspondências que nunca chegam, dificuldades para contratar serviços, para abrir um negócio e até problemas com a Receita Federal. Durante muitos anos, estes transtornos fazem parte da vida de milhares de moradores de Alagoinhas, uma realidade que será transformada com a regularização do Código de Endereçamento Postal (CEP) do município.

A Ordem de Serviço para o início da atualização da base cartográfica do município junto aos Correios, etapa essencial para o processo, foi assinada pelo prefeito Joaquim Neto, nesta quinta-feira (05), na Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente (SEDEA), com as presenças de secretários e dos presidentes  do SICOMERCIO, Benedito Vieira, da Câmara  de Dirigentes Logista (CDL), Bruno Fagundes, da Associação Comercial e Industrial (ACIA), José Carlos Garcia e de representantes da União das Associações de Moradores de Alagoinhas (UAMA).

“É uma imensa satisfação termos a oportunidade de contribuir para a organização e planejamento da cidade, é mais uma avanço para a cidadania”, enfatizou o prefeito Joaquim Neto.

Com prazo para finalização de seis meses, na Administração, os trabalhos serão realizados por empresa licitada por meio de pregão eletrônico e estarão sob responsabilidade da Secretaria da Fazenda (SEFAZ). “O problema do CEP mexe com o desenvolvimento local, dificulta a vida da população em todos os âmbitos, e esta foi uma das primeiras demandas trazidas pelas forças empresariais e associações de moradores. Após conversas com Correios e visita a algumas cidade, encontramos um modelo exitoso que agora será empregado para solução deste problema em Alagoinhas. É um processo que vai mexer com toda cidade e mais um legado importante da gestão”, pontuou o titular da pasta, Daniel Grave.

“Sonhamos há muitos anos com isso e precisamos reconhecer o empenho da atual administração em por fim a este sofrimento que é a falta de numeração de casas, ruas com nomes duplicados e o mal atendimento dos Correios por conta da falta de CEP.”, comemorou o presidente da UAMA, Hylton Batista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *