O mesmo Roberto Torres que arquivou o pedido de empréstimo de R$ 35 milhões ao Governo quer ser vice na chapa de Joaquim Neto – Por Caio Pimenta

1
Caio Pimenta

É meus amigos, a coerência tem passado nos arranjos partidários em Alagoinhas. O presidente da Câmara Municipal, Roberto Torres(PRB), por exemplo, que outrora arquivou um pedido de empréstimo do governo Joaquim Neto na Casa, agora é indicado pelo PRB para ser o vice na chapa encabeçado pelo prefeito Joaquim Neto.

Roberto foi critico da gestão, chegou a retirar suas indicações do 1º escalão do governo, entre eles o secretário de Serviços Públicos da época, Edmilson Figueiredo, hoje diretor administrativo da Câmara. Nas rádios da cidade, disse que seria um presidente neutro, independente e que trabalharia por sua própria pré-candidatura.

Nesse meio tempo negociou com todos as outras pré-candidaturas. Recebeu convite do PT, do Avante, do próprio Paulo Cezar e ficou com a pecha de ”pré-candidato a vice”. Aliás , sempre que ouvia isso, dizia que não existia pré-candidatura a vice. Porém, com essa decisão, mostra que havia um fundo de verdade em tudo isso.

Como alguém que atrapalhou o pedido do primeiro empréstimo do governo, aquele de R$ 35 milhões, que seria investido em obras por diversos bairros da cidade, que daria um impulso enorme para o governo e traria inegável vantagem ao prefeito no seu projeto de reeleição, agora indica querer fazer parte de um projeto de continuidade?! É difícil de entender e de explicar ao eleitor.

Nos bastidores, o que se comenta é que a adesão do PRB ao prefeito Joaquim Neto está condicionada à entrega da vice e de 3 secretarias importantes da prefeitura para o partido. O PRB nega, mas com retrospecto de dizer uma coisa e fazer outra, coloca em xeque a credibilidade em momentos como esse.

O eleitor consciente está atento a tudo o que está acontecendo.

Caio Pimenta é Bacharel em Direito, radialista, comentarista do Programa Primeira Mão da rádio Ouro Negro FM 100,5 FM e rádio 2 de Julho. Ele também é editor-chefe do site News Infoco

Uma resposta para “O mesmo Roberto Torres que arquivou o pedido de empréstimo de R$ 35 milhões ao Governo quer ser vice na chapa de Joaquim Neto – Por Caio Pimenta”

  1. Roberto Torres e o Vitória nasceram com uma missão de ser vices, eu nunca acreditei em ser um pre candidato ao poder executivo, pois o mesmo sempre se comportava como um coadjuvante dos principais pre candidato ao poder executivo, isso nós deixa preocupado pois quem tem cheiro de povo não pode deixar se elevar pelos futuros cargos em determinado futuro governo porque o futuro só a Deus pertence, um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *