Em entrevista ao Programa Primeira Mão, Gustavo Carmo garante inicio de funcionamento da UPA de Santa Terezinha para segunda-feira(04)

0
Na foto Gustavo Carmo(PMDB)

Na manhã de ontem(01), o secretário municipal de governo e comunicação de Alagoinhas, Gustavo Carmo, concedeu entrevista ao programa Primeira Mão. Na entrevista comandada pelo comunicador Caio Pimenta, Gustavo respondeu às críticas da oposição com relação a inauguração da UPA de Santa Terezinha e comentou o fechamento das entradas da cidade.

Sobre a UPA, Gustavo classificou como mentirosos os vereadores oposicionistas que afirmaram que a unidade não tinha condições de estar funcionando. Carmo anunciou que a UPA estará em pleno funcionamento já nesta segunda-feira(04). Ele garantiu que a UPA já tem plena condição de estar funcionando, e que só não iniciou os serviços no dia da inauguração, quarta-feira(29), porque o instituto escolhido para administrar a unidade, o Instituto 2 de Julho, pediu um prazo para levantar o inventário do local e treinar os servidores, já que a unidade será utilizada, temporariamente, como um centro de referencia de atendimento à pacientes diagnosticados com o covid-19.

Sobre o fechamento das entradas da cidade, Caio Pimenta criticou a medida da prefeitura, citando como exemplo o fechamento da Av. Paulo Afonso. No local, segundo Caio Pimenta, existem várias estradas vicinais, que permitiam aos veiculos, entrarem na cidade, mesmo com a pista principal bloqueada. Ou seja, a barreira, além de não atingir seu objetivo, estava causando diversos transtornos, como engarrafamentos na rodovia federal e pertubação do sossego de moradores da região.

Gustavo respondeu dizendo que a prefeitura fez uma avaliação e constatou os problemas. Garantiu a abertura das entradas da cidade e que a partir de segunda-feira(04) elas serão monitoradas por barreiras sanitárias. Porém, o secretário revelou que a prefeitura não dispõe de servidores suficientes para sustentar barreiras sanitárias em todas as entradas da cidade e que o fechamento de algumas entradas do município podem ser mantidas.

O secretário falou que é imprescindível o controle da entrada da cidade, já que com a abertura do comércio local, pessoas de outras cidades podem utilizar Alagoinhas para fazer suas compras, o que aumentaria o risco de proliferação do vírus no município.

Acompanhe a entrevista completa no canal da rádio 2 de julho no youtube:

 

Por Caio Pimenta para o News Infoco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *