Líder religioso é investigado pelo MP-BA por denuncias de abuso sexual

0

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) investiga denuncias de abusos sexuais e psicológicos contra o líder espiritual Jair Tércio Cunha Costa, um dos fundadores de uma entidade conhecida como Fundação Ocidemnte (Organização Científica de Estudos Materiais, Naturais e Espirituais).

O caso foi revelado pela CNN Brasil que afirmou ter tido acesso a conversas pelo WhatsApp com relatos de mulheres que teriam sido vítimas. As denúncias estão sendo analisadas pela Ouvidoria das mulheres, órgão ligado ao Conselho Nacional do Ministério Público. Segundo a CNN, existem pelo menos 14 denúncias.

Uma das denunciantes, uma mulher de 33 anos disse ao MP que se aproximou de Jair Tércio aos 16 anos e alegou ter sofrido abusos por cinco anos.

Em nota encaminhada à CNN, o advogado de Fabiano Pimentel afirmando que “os fatos narrados não condizem com a conduta do cliente e o mesmo afirma jamais ter agido com violência em seus relacionamentos afetivos”. Já a Fundação Ocidemnte alegou que é uma organização cientifica de caráter educativo, não uma organização religiosa, e que Jair Tércio não atua instituição desde 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *