Morre aos 68 anos o radialista Haroldo Azi

0

A comunicação de Alagoinhas perdeu um das suas potentes vozes nesta madrugada com a morte de Haroldo Azi, 68 anos, âncora do programa Primeira Mão, na Rádio 2 de Julho.

Haroldo Azi começou a dar seus primeiros passos no rádio durante as eleições de 2008, participando da equipe da Rádio Emissora de Alagoinhas, AM 1240, que divulgava a apuração dos votos.
Com a compra da emissora pelo empresário Barretinho Góes, Haroldo Azi assumiu o comando do programa e da própria rádio, que passou a funcionar na avenida Juracy Magalhães, no mesmo prédio da Concessionária Bavel, até 2016, quando foi transferida para a rua Benjamim Constant e migrou para a faixa FM.
Em julho de 2019, Haroldo Azi desligou-se da 95 FM e levou o programa Primeira Mão para a Rádio 2 de Julho, primeiro em conexão com a rádio Mundial FM, depois em conexão com a Rádio Ouro Negro FM, ao lado de Caio Pimenta e Paulo Ott.
Nesta caminhada, viu-se privado da companhia e da parceria de Paulo Ott, subitamente falecido em 16 de novembro de 2019.
Atualmente, ao lado de Caio Pimenta e José Gomes, Haroldo Azi vinha coordenando a programação jornalística da Rádio 2 de Julho, embora passando por problemas de saúde.
Fora do microfone, Haroldo Azi era engenheiro civil, empresário, ex superintendente do INSS em Alagoinhas e chegou a participar da máquina pública como secretário Municipal de Serviços Públicos, na gestão Murilo Cavalcante, no período de 1993 a 1996.

Deixa viúva Rejane de Oliveira dos Santos, assessora parlamentar, e os filhos Hugo Azi e Sofia de Oliveira Azi.

Por Belmiro Deusdete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *