Forças empresariais de Alagoinhas se manifestam contra o fechamento do comércio e denunciam aglomeração em bancos e festas clandestinas

1

As forças empresariais de Alagoinhas, conjunto de entidades que representam os comerciantes da cidade(CDL, ACIA e SICOMÉRCIO), emitiram uma nota pública, na noite desta segunda-feira(01), condenando a prorrogação do lockdown instituído pelo governador Rui Costa e que foi seguido pelo prefeito Joaquim Neto(PSD).

Na nota, as forças empresariais dizem que “o comércio local não pode ser o único penalizado, já que é gerador de emprego e renda das famílias”. Ainda na nota, eles denunciam situações de aglomerações que tem ocorrido na cidade, mesmo com as medidas restritivas ao comércio. Eles citam as filas nos bancos e correspondentes bancários, a falta de readequação das feiras livres e festas clandestinas que tem ocorrido nos bairros e nos distritos.

As forças empresariais terminam a nota afirmando que são a favor da vida e são solidários a todos que perderam seus entes queridos e por isso solicitam seriedade e prudencia da sociedade e fiscalização por parte da prefeitura.

 

Por Caio Pimenta para o News Infoco

Uma resposta para “Forças empresariais de Alagoinhas se manifestam contra o fechamento do comércio e denunciam aglomeração em bancos e festas clandestinas”

  1. Já vi tudo. Prorrogar fechamento até dormingo.
    Não vi foto do prefeito na reunião.
    Sendo assim não adianta se reunir…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *