“Cegonha Social”: Assistência Social e Saúde realizam parceria para aprimorar Cuidado Humanizado na Maternidade

0

Uma parceria entre as secretarias municipais de Assistência Social (Semas) e de Saúde (Sesau) vai ampliar os cuidados com as gestantes na Hospital Maternidade de Alagoinhas.

Nesta terça-feira (06), em encontro que contou com as presenças do prefeito Joaquim Neto, da secretária da Semas, Ludmilla Fiscina, da Saúde Rosânia Rabelo, vereadora Jaldice Nunes, representando o Legislativo, e colaboradores das duas pastas, foi dado o primeiro passo para a estruturação do projeto Cegonha Social, uma sala de acolhimento e boas práticas para as gestantes atendidas pela unidade. O espaço será reservado às mulheres que buscam a maternidade, mas que ainda não entraram em trabalho de parto. Com a ajuda profissional de psicólogas, assistentes sociais e profissionais de saúde, elas receberão assistência integral , com acesso a todo o suporte que a gravidez e o parto necessitam.

É um sonho que será realizado. Por meio desta iniciativa, faremos o acolhimento destas mulheres, especialmente das que residem na zona rural e bairros mais distantes, garantindo apoio desde o atendimento psicológico, alimentação, transporte, ao encaminhamento para exames e benefícios sociais como auxílio-enxoval. Inicialmente, o projeto dará prioridade às gestantes do município, mas a ideia é trabalhar para que mulheres que residem nos outros municípios atendidos pela Maternidade, também possam receber esse apoio”, explicou a secretária da Semas, Ludmilla Fiscina.

De acordo com a secretária de Saúde, Rosania Rabelo, o novo espaço é parte de um conjunto de melhorias constantes no atendimento humanizado que vêm sendo implementadas em Alagoinhas, nas gestões do prefeito Joaquim Neto “Temos atualmente cerca de 500 gestantes no município, entre elas, algumas de alto risco, que estão sendo acompanhadas pelo nosso ambulatório, e 320 já estão com 37 semanas. Estas mulheres já vêm passando por um processo de vinculação ao pré-natal, à maternidade, recebendo orientações sobre parto humanizado, e esse projeto em parceria com o Social vem para fortalecer as estratégias do município de cuidados com as gestantes”, afirmou.

Médico obstetra e ex- Diretor Médico do Hospital Maternidade, o prefeito Joaquim Neto ressalta que a implantação da sala de acolhimento leva em consideração a dificuldade das grávidas que chegam à maternidade. “No dia a dia,  observamos as necessidades das mães, e o projeto foi pensado pela Assistência Social para evitar que essas parturientes, principalmente as que moram distante, e que ainda não entraram em período expulsivo, fiquem indo e voltando para a maternidade”, destacou Joaquim Neto. “Estamos nos preparando para construir a nova maternidade de Alagoinhas, enquanto isso, estamos organizando e melhorando a qualidade do atendimento, tanto da mãe quanto do recém-nascido”, completou o gestor.

O Hospital Maternidade deve inaugurar nos próximos três meses, um centro cirúrgico para procedimentos eletivos, voltados à Saúde da mulher, como a retirada de miomas, cirurgias plásticas vaginais e histerectomia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *